Especial

O melhor de Campos do Jordão

Concertos, peças infantis, baladas, bares e cafés para curtir na temporada de frio

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

Campos do Jordão 2277
Balada na Taboo, música com Johannes Moser, a dupla Ana Cecília Tavares e Marcelo Fagerlande, e chocolate cremoso na Chocolate Montanhês: boas opções na cidade (Foto: Raul Zito / Divulgação / Ivan Dias)

ESPAÇO VEJA SÃO PAULO. Há dez anos, o espaço de 5.000 metros quadrados é uma boa opção de lazer para a família. Durante o mês de julho, oferece programas culturais gratuitos, como sessões de cinema, peças de teatro infantis e shows. Um espetáculo por dia diverte a criançada. De quarta (11) a sábado (14), sempre às 17h, serão encenadas, respectivamente, “Iara Mãe D’Água”, “A Matéria dos Sonhos”, “Pierrot” e “Abigail Canta Mais de Mil”. No domingo (15), às 15h, a montagem de “Couro de Piolho” será exibida. Na sexta (13), às 21h, os adultos podem conferir a performance de uma dupla no espetáculo “Café com Bobagem”. No dia seguinte, a banda Quasímodo põe o público para dançar, às 21h. A programação de cinema traz sucessos de bilheteria, com cinco exibições, de quarta a domingo, a partir das 14h. Confira a programação: 14h, a animação “Alvin e os Esquilos 3” (dublado, 87min, livre); 16h, a comédia romântica “Onde Está a Felicidade?” (110min, 12 anos); 18h, a ficção científica “O Preço do Amanhã” (legendado, 109min, 12 anos); 20h, a ação “X-Men — Primeira Classe” (legendado, 132min, 12 anos). Duas sessões extras na sexta (13) e no sábado (14), às 22h, apresentam o drama “Cisne Negro” (legendado, 106min, 16 anos). Para os esportistas, há pista de patinação no gelo, circuito de arvorismo e parede de escalada. Rua Doutor Mário Otoni Rezende, 173, Capivari. 14h/22h (qua. e qui.); 10h/0h (sex. e sáb.); 10h/22h (dom.). Grátis. Até dia 28.

FESTIVAL DE INVERNO ■ Auditório Cláudio Santoro (1.050 lugares). Avenida Doutor Luís Arrobas Martins, 1800, Alto da Boa Vista, tel.: 3662- 2334. Bilheteria: a partir das 14h em dias de concerto à tarde ou à noite; a partir das 9h quando houver concerto às 11h. Em São Paulo, na Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes, 16, tel.: (11) 3223-3966, Luz): 10h às 18h (seg. a sex.), 10h às 16h30 (sáb.) e duas horas antes do concerto (dom. e feriados). Cc: todos. Cd: R e V. IR.

ANDRÉ MEHMARI. O multi-instrumentista fluminense dedica-se ao piano no concerto, cujo programa contempla canções brasileiras em novos arranjos. Domingo (15), 11h. R$ 50,00.

BORIS BROVTSYN E NELSON GOERNER. No recital de câmara, o violinista russo e o pianista argentino tocam a “Sonata para Violino e Piano em Fá Menor Op. 80”, de Prokofiev, e a “Sonata para Violino e Piano em Lá Maior”, de César Franck. Terça (10), 20h30. R$ 50,00.

HAGAI SHAHAM E RICARDO BALLESTERO. Brahms, Beethoven, Joseph Achron e Jeno Hubay são os compositores lembrados na apresentação do duo formado pelo violinista israelense e pelo pianista paulistano. Quarta (11), 20h30. R$ 50,00.

JOHANNES MOSER E OLGA KOPYLOVA. Além de se apresentar com a Orquestra do Festival, o violoncelista alemão Johannes Moser participa de um recital com Olga Kopylova, pianista da Osesp. Sozinho, Moser toca a “Suíte para Violoncelo em Sol Maior BWV 1007”, de Bach. A dupla executa a “Sonata para Violoncelo e Piano em Fá Maior Op. 5 Nº 1” e a “Sonata para Violoncelo e Piano em Sol Menor Op. 5 Nº 2”, ambas de Beethoven, além da “Sonata em Dó Maior Op. 65”, de Benjamin Britten. Segunda (9), 20h30. R$ 50,00.

JOHANNES MOSER, GIANCARLO GUERRERO E ORQUESTRA DO FESTIVAL. Solista da Osesp na semana passada, o violoncelista alemão Johannes Moser une-se à orquestra de bolsistas do festival, tanto em Campos do Jordão quanto em São Paulo. No repertório, o “Concerto para Violoncelo e Orquestra em Si Menor Op. 104”, de Dvorák. Sob regência do portoriquenho Giancarlo Guerrero, os músicos executam também “Ínguesu”, de Enrico Chapela, e as “Danças Sinfônicas de West Side Story”, de Leonard Bernstein. Sábado (14), 20h30. R$ 50,00.

ORQUESTRA JAZZ SINFÔNICA E ANDRÉ MEHMARI. Momento em que os universos erudito e popular se encontram no festival. Regida por João Maurício Galindo e com a participação de André Mehmari ao piano, a Jazz Sinfônica mostra ao público obras de Edu Lobo, Cyro Pereira, Louis Armstrong e do próprio Mehmari, entre outros. Sexta (13), 20h30. R$ 80,00.

■ Capela do Palácio Boa Vista (60 lugares). Avenida Doutor Adhemar de Barros, 3001, Alto da Boa Vista, tel.: 3662-1122.

ANA CECÍLIA TAVARES E MARCELO FAGERLANDE. Uma das criações artísticas fundamentais da cultura ocidental, “A Arte da Fuga BWV 1080”, de Johann Sebastian Bach, é raramente executada, devido à longa duração e à complexidade técnica. O público do festival terá a chance de apreciar a peça em arranjo para dois cravos — Bach não chegou a definir qual seria o instrumento para a composição. Quinta (12), 17h. Grátis.

QUARTETO DE CORDAS DA CIDADE. Nelson Rios, Betina Stegmann (violinos), Robert Suetholz (violoncelo) e Marcelo Jaffé (viola) tocam o “Quarteto Nº 5”, de Villa-Lobos, o “Quarteto Nº 1”, de Osvaldo Lacerda, e a “Sonata para Cordas em Ré Maior — Burrico de Pau”, de Carlos Gomes. Sábado (14), 17h. Grátis.

■ Igreja Santa Teresinha (300 lugares). Rua Tadeu Rangel Pestana, 662, Vila Abernéssia, tel.: 3662-1740.

GRUPO DE CÂMARA DO FESTIVAL. Formado por bolsistas, o conjunto se divide entre o “Quarteto para Piano e Cordas em Sol Menor K. 478”, de Mozart, e o “Sexteto para Clarinete, Piano e Cordas”, de Aaron Copland. Sábado (14), 15h30. Grátis.

QUINTETO DE SOPROS DA ACADEMIA DA OSESP. No repertório do conjunto estão Franz Danzi, Radamés Gnatalli e a abertura da ópera “Così Fan Tutte”, de Mozart. Sexta (13), 15h30. Grátis.

BALADAS

FIREUP VILA DEVASSA. Com previsão de receber 20.000 pessoas na temporada de inverno, combina restaurante, bar e balada. Por ali, rolam sempre festas ao pôr do sol no deque e no lounge, embaladas por DJs de house. Há aquecedores espalhados por toda a casa. Aos sábados, as meninas que quiserem retocar o visual podem visitar o espaço com serviços gratuitos de manicure e maquiador. Neste domingo (8), véspera de feriado, a casa abre, excepcionalmente, a partir das 12h. Rua Vitor Godinho, 72, Capivari, tel.: (11) 2769-1112 (500 pessoas). 18h/último cliente (sex.); 12h/último cliente (sáb.). Cc: D, M e R. Cd: todos. Grátis.

TABOO. A boate do Guarujá acaba de inaugurar uma Ðlial em Campos do Jordão. O corredor de entrada reproduz a decoração da matriz, com espelhos que refletem feixes de luz coloridos. Eletrônico e black music se misturam na trilha sonora. Rua Ribeiro de Almeida, 40, Capivari, tel.: (11) 3845-2464 (1.000 pessoas). 23h/último cliente (qui. a sáb.). R$ 80,00 (mulheres) e R$ 120,00 (homens). Cc: todos. Cd: todos.

BAR

BAR DA LAREIRA. Basta cruzar o elegante lobby do Grande Hotel Senac para chegar a este bar de atmosfera intimista. O endereço afastado do burburinho contribui para um programa romântico, realçado pela luz tênue e pela lareira que dá nome ao local. Na seção de fondues, aparece uma incomum receita de avestruz, na qual a carne da ave é cozida em molho de vinho tinto (R$ 110,00, para dois). Para acompanhar, escolha uma garrafa da variada adega do hotel. Avenida Frei Orestes Girardi, 3549 (Grande Hotel Senac), Capivari, tel.: 3668- 6000 (78 lugares). 9h/0h. Cc: todos. Cd: todos. Estac. c/manobr. www.grandehotelsenac. com.br. Aberto em 1998.

COMIDINHAS

CHOCOLATE MONTANHÊS. A bebida quente e doce é um dos itens mais procurados pela clientela. Na fórmula tradicional, misturam- se leite, açúcar e cacau em pó (R$ 6,00 o pequeno). O chamado cremoso (R$ 9,50), porém, atrai a maior parte dos pedidos com sua dose extra de chocolate e espessura vigorosa. Na loja do número 45, sente-se em uma das mesinhas espalhadas pelo deque para provar um pão de queijo (R$ 3,50) ou um sanduíche com presunto e queijo (R$ 15,00). Praça São Benedito, 5, Capivari, tel.: 3663-1979. 9h/23h. Cc: A, M e V. Cd: todos.; Praça São Benedito, 45, Capivari, tel.: (12) 3663-2631. 9h/18h30. Cc: A, M e V. Cd: todos. www.chocolatemontanhes. com.br. Aberto em 1978.

RESTAURANTES

CHURRASCO AO VIVO. Com grelhas móveis e hastes em formato de “V”, a parilla recebe carnes temperadas com sal fino e finalizadas no ponto desejado pelo cliente. Para abrir o apetite, há morcilla (R$ 13,90), o chouriço. Na sequência, vão bem o bife de chorizo (R$ 59,90) e o pernil de cordeiro ao molho de hortelã (R$ 79,90, para duas pessoas). O cardápio contempla ainda peixes preparados na brasa, caso da truta guarnecida de batata sautée (R$ 49,50). Encerra a refeição a tradicional panqueca de doce de leite argentino (R$ 20,90). Rua Doutor Heitor Penteado, 82, Capivari, tel.: 3663-6430 (250 lugares). 12h/0h. Cc: todos. Cd: todos. Estac. www.churrascoaovivo.com.br. Aberto em 2002.

FESTIVAL DELLA PASTA. Serve menus degustação de massas frescas, feitas de sêmola de trigo. A sequência de sete pratos em porções reduzidas custa R$ 49,00. Se forem cinco sugestões mais uma sobremesa, pagam-se R$ 55,00. Entre as receitas, é comum o ravióli de truta defumada e amêndoas. Como alternativa, há pratos à la carte, caso do bife à wellington. Coberta de massa folhada, a carne vai à mesa ao lado de risoto de radicchio e provolone (R$ 56,00). Avenida José Manoel Gonçalves, 160, Capivari, tel.: 3663-7300 (120 lugares). 12h/23h (sex. e sáb. até 0h). Cc: todos. Cd: todos. Couvert: R$ 11,90. (R$ 30,00). www.festivaldellapasta.com.br. Aberto em 2002.

Fonte: VEJA SÃO PAULO