Boa viagem

Campos do Jordão: confira atrações para aproveitar o inverno

Shows, baladas, bares e restaurantes fazem parte da programação desta temporada

Por: Redação - Atualizado em

2174 Gilles Apap Campos do Jordão
(Foto: David Bazemore)

Discípulo do grande violinista Yehudi Menuhin (1916-1999), o francês Gilles Apap gosta de transitar pela música de concerto tradicional e por outras sonoridades. Sua participação no Festival de Inverno espelha esse trabalho sem fronteiras. No primeiro compromisso, na terça (20), ele faz um recital com a acordeonista Myriam Lafar, também francesa. Peças de compositores como Fritz Kreisler e Arvo Pärt, além de uma seleção de temas folclóricos da Irlanda, Bulgária, Romênia e Estados Unidos, compõem o programa. Apap retorna ao palco na companhia da Sinfônica do Estado, sob a batuta de Yan Pascal Tortelier. Na quarta (21), é o solista do Concerto Nº 3 em Sol Maior KV 216 — Estrasburgo e, na quinta (22), do Concerto Nº 4 em Ré Maior KV 218, ambos de Mozart. A Osesp também interpreta o Concerto para Orquestra, de Lutoslawski, e La Valse, de Ravel. Em São Paulo, o instrumentista se exibe apenas com Myriam Lafar.

+ Veja tudo sobre Campos do Jordão

Gilles Apap. Auditório Cláudio Santoro (860 lugares). Avenida Doutor Luís Arrobas Martins, 1880, Alto da Boa Vista, (12) 3662-2334. Terça (20) a quinta (22), 21h. R$ 60,00 (ter.) e R$ 80,00 (qua. e qui.). Bilheteria: 9h/22h (seg.); a partir das 9h (ter. a qui.). Cc: todos. Cd: R e V. IR.

 

ESPECIAL

2174 Marcelo Mansfi eld
(Foto: RONALDO AGUIAR)

ESPAÇO CULTURAL VEJA SÃO PAULO. Pelo oitavo ano, o espaço de 4.000 metros quadrados oferece filmes, shows, peças, aulas de ioga e, nesta edição, abriga uma pista de patinação no gelo. Há espetáculos para as crianças de quarta a sábado, às 17h, e no domingo, às 15h. Na quarta (21), o clássico Rapunzel ganha montagem da Cia. Furunfunfum. A atração de quinta (22) vem também de outro clássico, Marcelino, Pão e Vinho é adaptada do romance do espanhol José María Sánchez-Silva. Com violões, bandolins, instrumentos de sopro e percussão, a Cia. Prosa dos Ventos encena Shake, Shake Baby na sexta (23). Logo mais, às 21h, o comediante Marcelo Mansfield apresenta o stand-up comedy Nocaute. O bem-humorado personagem Philaperpho conta Histórias do Folclore na tarde do sábado (24), o mesmo dia em que o cantor e instrumentista Milton Guedes promete sucessos do pop e do rock para agitar a noite. No domingo (25), as crianças podem conferir a montagem de Cinderela. Os cinéfilos também encontram seu território. Uma sala de exibições com oitenta lugares faz sessões diárias, exceto às segundas. Confira a programação de terça (20) a domingo (25): 14h, a aventura infantil A Pedra Mágica (dublado, 89min, livre); 16h, a aventura Onde Vivem os Monstros (dublado, 84min, livre); 18h, o drama Invictus (legendado, 113min, 14 anos); 20h, a aventura Sherlock Holmes (legendado, 120min, 14 anos). Há uma sessão extra às 22h na sexta (23) e no sábado (24): o suspense O Informante (legendado, 107min, 16 anos). Rua Doutor Mário Otoni Rezende, 173, Capivari. Terça a quinta e domingo, 10h às 22h; sexta e sábado, 10h à 0h. Grátis. Até dia 31.

+ Confira mais atrações em Campos do Jordão

FESTIVAL DE INVERNO

CRISTINA ORTIZ. A pianista baiana toca peças de Chopin, cujo bicentenário de nascimento é comemorado neste ano. Cristina mostra sua técnica em quatro baladas e quatro scherzos do compositor polonês. Sexta (23), 21h. R$ 80,00.

MARC COPPEY E ORQUESTRA SINFÔNICA DO ESTADO. Uma das funções do Festival de Inverno de Campos do Jordão é pedagógica. Seus bolsistas têm a chance de conhecer mestres do mundo inteiro e fazer contatos para uma eventual temporada de estudos no exterior. Professor do Conservatório de Paris, o violoncelista francês Marc Coppey, de 40 anos, integra o time de artistas residentes desta edição. Ele foi descoberto pelo violinista Yehudi Menuhin (1916-1999) e ganhou a admiração do genial violoncelista e regente russo Mstislav Rostropovich (1927-2007). Além de realizar masterclasses, o instrumentista sobe ao palco duas vezes com a Osesp, regida por Yan Pascal Tortelier. Ele sola no Concerto em Lá Menor Op. 129, de Robert Schumann. Também se encontram no repertório a abertura da ópera Semíramis, de Gioacchino Rossini, e A Tragédia de Salomé Op. 50, de Florent Schmitt. O programa se repete no dia seguinte, em espetáculo gratuito ao ar livre na Praça do Capivari; Sábado (24), 21h. R$ 80,00.

MÚSICA DE CÂMARA. Professores e bolsistas se unem para executar a Serenata Nº 10 para Sopros em Si Bemol Maior KV 361/370a — Gran Partita, de Mozart. Domingo (25), 18h. Grátis.

ORQUESTRA DE CÂMARA. Sob a regência do maestro Eduardo Leandro, o grupo formado por professores e bolsistas do festival recebe o pianista Paulo Álvares, que sola no Concerto para Piano, de György Ligeti, também representado por Seis Bagatelas para Quinteto de Sopros. Há ainda trabalhos de Gérard Grisey e Iannis Xenakis. Segunda (19), 21h. R$ 40,00.

■ Auditório Cláudio Santoro (860 lugares). Avenida Doutor Luís Arrobas Martins, 1880, Alto da Boa Vista, (12) 3662-2334. Bilheteria: 9h/22h (seg. a sáb.); 9h/18h (dom.). Ingressos também na Loja do Festival (Praça do Capivari, 190). Em São Paulo: Sala São Paulo (Praça Júlio Prestes, 16, 3223-3966, Luz). Cc: todos. Cd: R e V. IR.

ZBIGNIEW RAUBO. O pianista polonês centra- se em criações do conterrâneo Chopin. Quatro Mazurcas Op. 41, Sonata Nº em Si Bemol Menor Op. 35, Polonaise em Lá Sustenido Maior Op. 53 e Barcarola em Fá Sustenido Maior Op. 60 convivem com Variações sobre um Tema de Chopin Op. 22, de Rachmaninov. Sábado (24), 17h. R$ 50,00.

■ Praça do Capivari. BANDA SINFÔNICA DO ESTADO. Sob a batuta de Marcos Sadao Shirakawa, o conjunto se dedica a temas de George Gershwin, Frigyes Hidas, Aldo Rafael Forte e Alfred Reed. Solos do oboísta Washington Barella e do fagotista Fábio Cury. Sábado (24), 12h30. Grátis.

MARC COPPEY E ORQUESTRA SINFÔNICA DO ESTADO. Uma das funções do Festival de Inverno de Campos do Jordão é pedagógica. Seus bolsistas têm a chance de conhecer mestres do mundo inteiro e fazer contatos para uma eventual temporada de estudos no exterior. Professor do Conservatório de Paris, o violoncelista francês Marc Coppey, de 40 anos, integra o time de artistas residentes desta edição. Ele foi descoberto pelo violinista Yehudi Menuhin (1916-1999) e ganhou a admiração do genial violoncelista e regente russo Mstislav Rostropovich (1927-2007). Além de realizar masterclasses, o instrumentista sobe ao palco duas vezes com a Osesp, regida por Yan Pascal Tortelier. No sábado (24), no Auditório Cláudio Santoro, ele sola no Concerto em Lá Menor Op. 129, de Robert Schumann. Também se encontram no repertório a abertura da ópera Semíramis, de Gioacchino Rossini, e A Tragédia de Salomé Op. 50, de Florent Schmitt. O programa se repete no dia seguinte, em espetáculo gratuito ao ar livre na Praça do Capivari; Domingo (25), 12h30. Grátis.

ORQUESTRA DE METAIS LYRA TATUÍ. O Bêbado e a Equilibrista, de João Bosco e Aldir Blanc, e Aquarela do Brasil, de Ary Barroso, estão entre os temas interpretados pelo grupo regido por Adalto Soares. Participação do coral do Projeto Guri. Sábado (24), 16h. Grátis

.

■ Capela do Palácio Boa Vista (60 lugares). Avenida Doutor Adhemar de Barros, 3001, Alto da Boa Vista, (12) 3662-1122. IR. MÚSICA DE CÂMARA. No belo espaço envidraçado com vista para a serra, interpreta-se um programa de Heitor Villa-Lobos, Jean Françaix e Guy Ropartz. Instrumentistas como Horácio Schaefer (viola) e Geneviève Létang (harpa) sobem ao palco. Sexta (23), 17h. R$ 50,00.

 

MÚSICA DE CÂ- MARA. Prelúdio e Scherzo para Octeto de Cordas Op. 11, de Shostakovich, abre o recital. Prokofi ev, Miguel del Aguila e Piazzolla também têm espaço no programa. Sexta (23), 15h30. Grátis.

■ Igreja Nossa Senhora da Saúde (150 lugares). Praça Nossa Senhora da Saúde, 1, Vila Jaguaribe, (12) 3662-2919. MÚSICA DE CÂMARA. Bolsistas do festival participam da apresentação. No roteiro, trabalhos de Clara e Robert Schumann, Gustav Mahler e Amaral Vieira. Segunda (19), 15h30. Grátis.

 

CORAL INFANTOJUVENIL DO GURI SANTA MARCELINA. Autores como Bernstein, Poulenc, Purcell e Milton Nascimento são alvo da formação. Regência de Giuliana Frozoni e Rodolfo Jonasson. Participação das Meninas Cantoras de Campos do Jordão. Domingo (25), 15h30. Grátis

MÚSICA DE CÂMARA. Um programa brasileiro é executado por grupos de cordas de bolsistas do festival. Os alunos se dedicam a temas de Ernst Mahle, Francisco Mignone, Cláudio Santoro, Edmundo Villani-Côrtes e Clóvis Pereira. Quarta (21), 15h30. Grátis.

■ Igreja Santa Teresinha (300 lugares). Rua Tadeu Rangel Pestana, 662, Abernéssia, (12) 3662-1740.

 

MÚSICA DE CÂMARA. Instrumentistas como o trombonista Darrin Milling e o violinista Sebastian Gottschick e bolsistas do festival ocupam a pequena igreja. Mahler e Carlos Gomes estão entre os compositores interpretados. Terça (20), 15h30. Grátis.

■ Igreja São Benedito (200 lugares). Avenida Macedo Soares, 55, Capivari, (12) 3663- 1340. GRUPO ANIMA. Guiado por referências tais quais a música medieval ibérica e a tradição oral brasileira, o conjunto mostra o conteúdo do disco Donzela Guerreira. O álbum é acompanhado por um livreto de 88 páginas com ilustrações e textos teóricos em torno do assunto abordado no trabalho — as relações entre o masculino e o feminino. Quinta (22), 15h30. Grátis.

 

BALADA

TARGET. Neste ano, a boate ocupa o subsolo do Shopping Aspen Mall, com capacidade para 1 500 pessoas. São duas pistas: uma dedicada à black music e outra ao house. Na quinta (22), quem bota para quebrar é o DJ Milk, conhecido nas baladas paulistanas de hiphop. Marcelo Sá, residente da Target, comanda os pick-ups na noite seguinte. Para encerrar a programação da semana, no sábado (24), o DJ Edgar Fontes manda sua especialidade: batidas de house. Rua Djalma Forjaz, 93, Capivari, (12) 3621-3487. 3h/último cliente (qui. a sáb.). R$ 60,00 (mulheres) e R$ 80,00 (homens). Cc: D, M e V. Cd: todos. www.targetclub.com.br.

 

BAR

HANGAR F-18. Na decoração há réplicas de caças, como a de um F-18 Hornet pendurado no teto, e dois simuladores de voo que podem ser utilizados (R$ 30,00, por quinze minutos). Embalado ao som de pop rock ao vivo, o público pede o coquetel red mix, uma combinação de vodca, maracujá, frutas vermelhas e lima-da-pérsia (R$ 17,00). Para acompanhar, há porções como a de croquete de gorgonzola (R$ 26,00, doze unidades). Avenida Victor Godinho, 206, Capivari, (12) 3663-6118 e (11) 7871-5809. 11h/1h (sáb. até 3h; dom. até 22h; fecha seg. e ter.). Cc: todos. Cd: todos. Couvert art.: R$ 6,00 (13h/16h) e R$ 8,00 (a partir das 20h).

 

RESTAURANTES

CHURRASCO AO VIVO. O nome do estabelecimento faz referência ao tempo em que o proprietário, o argentino Juan Levin, vendia espetinhos preparados em uma churrasqueira nas ruas de Florianópolis. Atualmente, ele mantém uma churrascaria por lá, na Praia de Canasvieiras, e a de Campos do Jordão, conhecida por cortes diferenciados como o prime rib (R$ 69,00) e a costela ao fogo de chão (R$ 52,00). As carnes chegam à mesa em porções de 400 gramas, acompanhadas de arroz, farofa e chimichurri, molho à base de alho, vinagre, azeite e salsinha. Uma das sugestões da carta de vinhos é o argentino Luigi Bosca Reserva Cabernet Sauvignon 2004 (R$ 108,00). A panqueca de chocolate com recheio de doce de leite (R$ 18,00) fecha bem a refeição. Rua Heitor Penteado, 82, Capivari, (12) 3663-6430 (240 lugares). 12h/0h. Cc: todos. Cd: todos.(R$ 15,00) www.churrascoaovivo.com.br. Aberto em 2002.

FESTIVAL DELLA PASTA. O endereço ganhou uma varanda envidraçada, na qual clientes se acomodam para bebericar um vinho italiano Sedàra Nero d’Avola 2006 (R$ 98,00) e petiscar entradinhas como o carpaccio de polvo sobre rúcula (R$ 28,00). A degustação de sete massas (R$ 47,00), com receitas diferentes a cada dia, é a sensação da cozinha do calabrês Carmelo Flaviano. No cardápio fixo, está o carré de cordeiro ao molho de ervas ladeado por ravióli de alecrim (R$ 59,00). Avenida José Manoel Gonçalves, 160, Capivari, (12) 3663-7300 (120 lugares). 12h/0h. Cc: todos. Cd: todos. Couvert: R$ 7,90. (R$ 30,00). www.festivaldellapasta.com.br. Aberto em 2002.

MATTERHORN. Reproduz um típico chalé alpino. O térreo funciona como empório e no piso superior encontra-se o restaurante. A cozinha prepara entradas como o pão italiano com cogumelo fresco e parmesão gratinado (R$ 16,00). Das fondues, a chinoise matterhorn é composta de finas fatias de filé-mignon imersas à mesa em caldo de carne, acompanhadas de batata soutée (R$ 88,00, para duas pessoas). A clássica versão de queijo vem com cubos de pão italiano e custa R$ 64,00, para dois. Vinhos nacionais, como o Salton Desejo Merlot 2007 (R$ 80,00), integram a carta. Rua Djalma Forjaz, 93, lojas 18 e 20, Capivari, (12) 3663-1841 (65 lugares). 19h/0h (sáb., dom. e feriados 12h/0h). Loja, 9h/0h. Cc: todos. Cd: todos. Cr: V. Couvert: R$ 17,00. (R$ 20,00) www.matterhorn.com.br. Aberto em 1987.

Fonte: VEJA SÃO PAULO