Bebida

Cafés decorados viram moda entre baristas

Cafeterias agora fazem desenhos sobre os cremes de cappuccinos e macchiatos

Por: Regina Cazamatta - Atualizado em

Não basta ser bem tirado. Nas cafeterias mais bacanas da cidade, o café agora também é bonito. Desenhar rosetas, corações e notas musicais sobre o creme de cappuccinos e macchiatos (com espuma de leite) virou moda entre os baristas paulistanos. Trata-se da latte arte, técnica em que o leite vaporizado é derramado sobre a bebida mesclando tons claros e escuros. "Eu sirvo e fico esperando a reação dos clientes", conta Vania Mendonça, que trabalha no Il Barista da Chácara Santo Antônio. "Já bateram palmas e até tiraram fotos com o celular." Um desenho recorrente foi parar no cardápio fixo. É a clave de sol, símbolo da casa, que decora o cappuccino sinfonia, servido em quatro sabores (caramelo, baunilha, avelã e chocolate). Para obter o resultado esperado, o leite não pode ter bolhas e o creme precisa estar aveludado e brilhante. "Vem tão bonito que dá até dó de tomar", comenta a comerciária Katia Lobo, cliente do Il Barista.

No Suplicy Cafés Especiais, os baristas procuram fazer desenhos diferentes, de acordo com o estilo de cada freguês. Surpreendem decorações com sorrisos, sobreposição de figuras e até um extraterrestre para a criançada. "Muitos experimentam e voltam para mostrar aos amigos", diz a barista Priscila Souza, que foi campeã brasileira em um torneio da categoria, há dois anos. "É uma arte efêmera, uma delicadeza com as pessoas", acredita o sócio-proprietário Marco Suplicy, presidente da Associação Campeonato Brasileiro de Barista (ACBB). A organização pretende selecionar pela primeira vez neste ano um barista brasileiro para a próxima competição mundial de latte arte, que será realizada em junho de 2007, em Genebra, na Suíça. Em casas como Santo Grão, In Bocca al Lupo, Fazenda Café e Cafeera, as xicrinhas também estampam a criatividade daqueles que as preparam. "A latte arte é muito comum nos Estados Unidos, na Noruega, na Suíça e na Itália", explica Concetta Marcelina, professora do curso de barista do Senac São Paulo. "Pintamos como numa tela, só que com o creme do leite."

Alguns lugares para experimentar

• Cafeera. Rua Ribeiro do Vale, 639, Brooklin; Rua Pedroso Alvarenga, 937, Itaim Bibi; Rua Henrique Monteiro, 214, Pinheiros. Informações,

Tel. 5093-9058.

• Fazenda Café. Rua Gaivota, 1295, Moema, Tel. 5561-2677.

• Il Barista. Rua Verbo Divino, 1385, Chácara Santo Antônio, Tel. 5181-1671; Rua Diogo de Faria, 1201 (Flat Green Place), Vila Mariana, Tel. 5575-7890; MorumbiShopping, Tel. 5189-4534.

• In Bocca al Lupo. Rua Amauri, s/nº, Itaim Bibi, Tel. 3078-3799. Rua dos Pinheiros, 100, Pinheiros, Tel. 3062-8914.

• Santo Grão. Rua Oscar Freire, 413, Jardim Paulista, Tel. 3082-9969; Alameda Santos, 1940, Cerqueira César, Tel. 3285-5922.

• Suplicy Cafés Especiais. Alameda Lorena, 1430, Jardim Paulista, Tel. 3061-0195; Rua Doutor Renato Paes de Barros, 198, Itaim Bibi, Tel. 3079-7926; Shopping Iguatemi, Tel. 3814-8696.

Fonte: VEJA SÃO PAULO