Cidade

Café Photo prepara mudança para o Itaim

O terreno antigo foi comprado por 40 milhões de reais. Nova instalação terá quatro andares

Por: Filipe Vilicic e Maria Paola de Salvo - Atualizado em

Um dos dos mais conhecidos e caros pontos de encontro de garotas de programa na cidade, a mansão de 3?000 metros quadrados que abriga o Café Photo, na Vila Nova Conceição, está com os dias contados. Seu terreno foi comprado por 40 milhões de reais e o prédio deve vir abaixo até o fim do ano para dar lugar a duas torres de um condomínio de luxo. A casa de diversão masculina, no entanto, não vai desaparecer. Marca registrada do lugar, a placa com a xícara de café fumegante ocupará em breve um imóvel na Avenida Juscelino Kubitschek, no Itaim. O local já abrigou estabelecimentos, digamos, bem mais familiares: a Cervejaria Conti-nental, a Pizzaria Castelões e, mais recentemente, a balada country Estância Alto da Serra.

Apesar do esforço para manter a mudança em segredo, os clientes do Photo têm sido informados sobre as novidades escondidas atrás dos tapumes do edifício de quatro andares, ainda em obras. Alguns receberam, inclusive, convite para a festa de inauguração, prevista para a semana passada e adiada por um suposto incêndio no telhado. Além do bar e do restaurante, haverá uma pista de dança, reivindicação antiga dos freqüentadores. Moças que ali fazem ponto dizem estar ansiosas pelo agito com ares de balada que, segundo elas, ajudará a deixar os homens mais desinibidos. Os donos pretendem abrir as portas do estabelecimento antes do Natal. Mas ainda dependem do aval da prefeitura. A obra está embargada desde julho por não atender a algumas normas de segurança.

O Café Photo começou a funcionar no início da década de 90 como um bar e estúdio fotográfico, na Rua Manuel Guedes. Mais tarde, trocou de perfil e virou o que é hoje, transtornando a vida da vizinhança. Depois de muita pressão dos moradores, a casa se mudou, em 2000, para o endereço atual, que vive cheio, principalmente de segunda a quinta. Sempre discretos, os homens começam a chegar às 22 horas. Grande parte é casada, vem de fora da cidade e tem mais de 40 anos. Consumir qualquer coisa custa caro. A latinha de cerveja sai por 25 reais, cerca de vinte vezes o preço da bebida no supermercado. Já a porção de amendoim custa salgados 40 reais (veja o quadro com outros exemplos). Lá dentro, nada de shows de strip-tease, vídeos eróticos ou meninas desfilando de calcinha e sutiã. Na faixa dos 25 anos, as moças são bonitas, usam maquiagem discreta e têm cabelos impecáveis. A maioria faz o estilo gata universitária e algumas se viram bem em inglês e espanhol. Quase não se vêem roupas transparentes, justas ou microssaias. Elas são proibidas de puxar conversa ou pedir qualquer coisa aos clientes. Só vão às mesas quando chamadas. Quem quiser estender a noite com uma delas pagará, em média, 500 reais. No Café Photo não existem quartos. Os casais recorrem a flats e motéis da região.

No terreno de 6?000 metros quadrados comprado pela incorporadora JHSF – que construiu o Shopping Cidade Jardim – só sobrou a mansão. O restante foi demolido e começa a dar lugar ao estande de vendas do condomínio Praça Vila Nova, com lançamento previsto para o início de dezembro. Localizada em bairro nobre, a área valorizou-se cerca de 300% nos últimos oito anos, segundo a Empresa Brasileira de Estudos do Patrimônio (Embraesp). "É um dos poucos espaços que ainda restam na Vila Nova Conceição e está próximo do Parque do Ibirapuera", afirma o presidente da JHSF, José Auriemo Neto. Circundado por uma praça de 3?000 metros quadrados, o complexo terá 47 apartamentos de 421 e 534 metros quadrados. Os preços variam de 4,5 milhões a 12 milhões de reais e a construção deve ser entregue em 2011.

Johnnie Walker, Cohiba e Viagra

Quanto custa uma noitada no Café Photo

190 reais

Entrada. Dá direito a quatro vales-drinques, que podem ser trocados por doses de uísque, copos de espumante, coquetéis ou cerveja

500 reais

Preço médio do programa com uma das garotas que freqüentam a casa

1 100 reais

Garrafa de uísque escocês Johnnie Walker Green Label

130 reais

Charuto cubano Cohiba Robusto

50 reais

Comprimido de Viagra, à venda no banheiro masculino

40 reais

Porção de amendoim

25 reais

Lata de cerveja

1 500 reais

Ingresso preferencial. Durante um ano, o cliente entra de graça, tem acesso à área vip e recebe desconto de 20% em bebidas destiladas

Fonte: VEJA SÃO PAULO