Depoimentos

Cacá Rosset relembra a vitória do Corinthians sobre o Santos em 1968

O ator e diretor teatral estava no Pacaembu quando o Timão quebrou o jejum

Por: Luís Patriani - Atualizado em

Cacá Rosset_2163a
Cacá Rosset era alvo de galhofas dos amigos santistas (Foto: Rogerio Lacanna)

“Sou da geração que amargou o famigerado tabu de doze anos sem ganhar do Santos. Eu era alvo de galhofas dos meus amigos, em sua maioria santistas. Para piorar, o Pelé parecia ter um prazer especial em detonar o Corinthians. Só que, no dia 6 de março de 1968, eu tive o privilégio de estar presente no Pacaembu e assistir ao fim do jejum de vitórias sobre os craques da Vila Belmiro. O primeiro tempo terminou empatado sem nenhum gol. No segundo, aos quinze minutos, o Timão fez 1 a 0 com Paulo Borges, e depois sentenciou a derrota santista com Flávio Minuano. Eu tinha 14 anos. O mais interessante era ouvir a torcida gritar ironicamente: ‘Com Pelé, com Edu, nós quebramos o tabu’.”

Fonte: VEJA SÃO PAULO