Gourmet

Restaurante em Nova York promove brunch com vista panorâmica

Todo repaginado, o Asíate oferece uma vista de Manhattan e a sofisticação de degustar pratos autorais pela manhã

Por: Alice Granato - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Nova York é imponente de qualquer ângulo, mas quem a vê de cima, do alto de seus arranha céus, pode sentir ainda mais a dimensão do seu poder. Não somente o poder financeiro da capital do mundo, mas também sua capacidade de sedução. Essa visão panorâmica dos prédios contrastando com a profusão de tons verdes do Central Park já é um convite pronto para conhecer o Asíate, restaurante do Hotel Mandarin Oriental. Em qualquer hora do dia, o visual, de frente para a Praça Columbus Circle, tem diversas nuances.

+ Conheça o local escolhido para o chá da rainha

Um dos horários mais concorridos é pela manhã, quando o restaurante oferece um brunch espetacular, com momentos de contemplação que não saem da memória. Para comemorar os dez anos do hotel, o Asíatea caba de ser inteiramente repaginado e está tinindo em cor de orquídea, com toques de marrom-chocolate, fúcsia e um sutil marfim. “A nova paleta de cores trouxe ainda mais aconchego para o espaço”, acredita o diretor de alimentos e bebidas, Leon Pellicer. O conceito é criar um mix com a herança oriental do grupo Mandarin, influências locais e um update contemporâneo. Segundo ele, o brunch aos sábados e domingos é a ocasião mais festejada do restaurante. Entre os clientes habitués estão figuras como a atriz americana Lucy Liu, de ascendência oriental, os atores Morgan Freeman e Kevin Spacey e o designer de sapatos Christian Louboutin.

+ Clientes da Bentley deslizam em aulas de direção no gelo

Luxo Asiate
Pato defumado com morango e foie gras: surpreendente (Foto: FRANCESCO TONELLI)

Depois de ganhar fôlego com a vista dos janelões de vidro de 5 metros de altura, é hora de olhar o menu do brunch, elaborado pela chef Amy Thompson, não sem antes pedir uma taça de champanhe ou drinques próprios para a manhã, recomendados pela sommelière da casa - o valor por pessoa é de 64 dólares, sem incluir bebidas alcoólicas. Os pratos trazem o requinte do sabor sazonal e inspiração na infância da chef. “Criei este menu do brunch pensando nas grandes refeições preparadas por minha mãe e minha avó”, conta Amy. “Para mim, comida é um senso de união, de conexão entre as pessoas que estão compartilhando aquele momento.” Sua ideia de comfort food pode ser traduzida em sabores artesanais com pães e doces confeccionados ali e pratos como salmão defumado, acompanhado de ovos pochés, aspargos, batata e mostarda holandesa, ou o risoto de bacon e ovos. Tudo muito delicado. Como se vê, os sabores do café da manhã estão presentes, mas expostos de uma forma mais próxima à do almoço. Essa combinação, segundo a chef, é desafiadora. “Procuro aqui reinventar os clássicos da manhã para que a experiência seja excepcional”, diz.

Luxo asiate
Requinte matinal: coelho assado com cenouras, ervas e pêssego (Foto: FRANCESCO TONELLI)

O trabalho de harmonização com as bebidas tem assinatura da sommelière Annie Turso. “Pela manhã sugiro vinhos brancos leves, com teor alcoólico mais baixo, fáceis de ser processados nessa hora do dia”, explica. Coquetéis como o bella pesca, à base de champanhe e suco de lichia, também estão entre os favoritos para começar o dia em grande estilo. Na saída, a sensação de ter dado uma volta completa na cidade, passeando no parque, percorrendo seus prédios monumentais e curtindo a exuberância de Manhattan do alto de 35 andares: unforgettable!

Fonte: VEJA SÃO PAULO