Economia

Brinquedo com peça de formato fálico deixa pais indignados

Hasbro, distribuidor da linha de massa de modelar Play-Doh, ouviu as reclamações e prometeu modificar os produtos

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

conjunto completo
Itens que compõe o kit infantil 'Fábrica de Bolos', da Play-Doh (Foto: Reprodução/Hasbro.com)

A ideia era estimular a criatividade das crianças, em especial meninas a partir de 3 anos. Mas a Hasbro, multinacional americana que controla a marca infantil Play-Doh, especializada em brinquedos de massa de modelar, teve problemas maiores. O conjunto chamado Play-Doh Sweet Shoppe Cake Mountain Playset (no Brasil, recebeu o nome de  Fábrica de Bolos) possui uma peça que causou controvérsia.

reproducao twitter brinquedo
A ferramenta em formato fálico, que causou revolta em alguns pais, mas também foi motivo de piadas nas redes sociais (Foto: Reprodução/Twitter)

+ Polícia investiga suposto envenenamento de cães em Perdizes

Nos Estados Unidos, os consumidores passaram a reclamar nas redes sociais da empresa de que a tal peça teria um aspecto fálico, por isso não seria adequada para crianças.

+ Por que dormir de maquiagem faz mal para a pele?

O objeto em questão é um aplicador em formato cilíndrico, que teria função parecida com a de um saco de confeitar, para que as crianças possam decorar tortas e bolinhos, os famosos cupcakes.

brinquedo massinha
Caixa do brinquedo 'Fábrica de Bolos', da linha Play-Doh (Foto: Reprodução/Hasbro.com)

Além da peça da discórdia, a criança encontra dentro do kit uma série de potinhos de massa de modelar, moldes em formatos de estrelas, corações e acessórios de confeitaria. Em sua página do Facebook, a Hasbro anunciou que, após as diversas reclamações dos consumidores, a ferramenta em questão "será atualizada em todos os produtos futuros da linha”.

No site da Hasbro do Brasil, a venda do brinquedo é indicada nas lojas virtuais da Ri Happy e da PB Kids. Procurada, a assessoria de imprensa das Ri Happy/PB Kids informou que o produto é vendido nas lojas de acordo com a distribuição da Hasbro e que "não aconteceram casos de reclamação no Brasil. Se houverem reclamações, estaremos alinhados com a própria Hasbro".

Em comunicado oficial, a assessoria de imprensa da Hasbro informou que "até o momento, nenhum consumidor no Brasil contatou o serviço de atendimento sobre o assunto. Caso algum consumidor queira substituir a ferramenta antiga pela nova versão, pode contatar o SAC pelo e-mail sac@hasbro.com"

Fonte: VEJA SÃO PAULO