Violência

Mulher diz que levou cotovelada por causa de briga com vizinha

Ainda confusa, Fernanda Regina Cézar diz não lembrar de discussão com Anderson de Oliveira

Por: Veja São Paulo

Fernanda Cézar, que levou uma cotovelada
Fernanda tem lapsos de memória e não lembra o que disse ao agressor (Foto: Robson Ventura/Folhapress)

A auxiliar de produção Fernanda Regina Cézar, de 30 anos, falou pela primeira vez sobre a cotovelada que levou de um colega em São Roque, no interior de São Paulo. Ela sofreu traumatismo craniano e passou 16 dias no hospital - a maior parte deles na UTI - por causa da agressão. 

Em coletiva de imprensa, Fernanda, ainda confusa e com fala enrolada, afirmou não se lembrar exatamente o que disse para o comerciante Anderson de Oliveira, de 36 anos, segundos antes de ser agredida. O vídeo mostra que supostamente houve uma discussão entre os dois, o que ela nega. "Discutir a gente não chegou a discutir, mas eu devo ter falado alguma coisa a respeito da Luzinete."

+ Autor da cotovelada está arrependido e em choque, diz advogado

+ Veja o vídeo do momento da agressão

Luzinete é parente de Anderson - conhecido como Tingo - e vizinha de Fernanda. As duas têm uma rixa. "Essa pessoa mora do lado da minha casa e fica me atormentando. Fui falar alguma coisa dela e ele me deu essa cotovelada", explicou. "Ela [Luzinete] não pode ver minha cara, fica dando risada, me provocando." 

Fernanda diz que não tem nenhum tipo de relação amorosa com Anderson e que perdoaria o rapaz caso ele pedisse desculpas. A auxiliar de produção tem uma filha de seis anos de idade. 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO