Internacional

Brasileiro pode ser executado na Indonésia nesta terça

Governo do país asiático pediu para familiares irem até a prisão; prima é orientada a se despedir de Rodrigo Muxfeldt Gularte

Por: Veja São Paulo

gourlarte
Rodrigo Muxfeldt Gularte, de 42 anos, foi condenado à morte em 2005 (Foto: Reprodução)

O brasileiro condenado à morte na Indonésia por tráfico de drogas, Rodrigo Muxfeldt Gularte, de 42 anos, pode ser executado nesta terça (28). Ele foi notificado da decisão do governo do país asiático no último sábado (25). Pelas leis indonésias, a confirmação oficial da execução ao prisioneiro tem de ocorrer com, pelo menos, 72 horas de antecedência.

+ Marco Acher foi executado em janeiro

O governo não informou a data e o horário da execução, que pode acontecer no início desta tarde (manhã na Indonésia). Além de Gularte, sete estrangeiros e um indonésio podem ser executados nesta terça.

Segundo o programa Bom Dia Brasil, os familiares foram convocados pelo governo da Indonésia para irem até a prisão. Acompanhando o caso, a prima de Gularte, Angelita Muxfeldt esteve no local. A imprensa local informou que os visitantes foram orientados a se despedir dos presos.

+ "Foi flagrado num país sério", diz Sheherazade

Gularte foi preso em julho de 2004 ao entrar no país com seis quilos de cocaína camuflados em pranchas de surfe. No ano seguinte, foi condenado à morte. Autoridades brasileiras tentam reverter a pena.

+ Confira as principais notícias da cidade

As relações entre Brasil e Indonésia estão estremecidas desde a execução do brasileiro Marco Archer Moreira, em 18 de janeiro, condenado por tentar entrar na Indonésia com 13 quilos de cocaína. Em represália, a presidente Dilma se recusou a receber as credenciais do novo embaixador indonésio no Brasil, Toto Riyanto, em 20 de fevereiro. Por isso, hoje o principal representante indonésio no Brasil é um ministro conselheiro e não o embaixador (Com Estadão Conteúdo).

Fonte: VEJA SÃO PAULO