Eles envelheceram bem?

Relembre a trajetória de Brad Pitt e mais nove astros dos anos 90

O ator, que está em cartaz na cidade com O Homem da Máfia, prova que é possível aliar o superestrelato em Hollywood a boas atuações

Por: Redação VEJINHA.COM - Atualizado em

Brad Pitt
Brad Pitt: em busca de papéis difíceis (Foto: Divulgação)

Em 1991, quando foi escalado para interpretar um papel pequeno no drama Thelma & Louise, Brad Pitt tinha uma missão não muito complicada: ser apenas um rostinho sedutor. Onze anos depois, a carreira do astro mudou muito – e para melhor. Em O Homem da Máfia, exibido na competição do Festival de Cannes e em cartaz na cidade, ele interpreta mais um numa série de papéis difíceis, que inclui filmes como A Árvore da Vida (2011) e O Curioso Caso de Benjamin Button (2008).

Por onde andam (e como ficaram) os astros que, a exemplo de Pitt, começaram a fazer sucesso nos anos 90? Confira na lista abaixo:

BRAD PITT

Muito bem casado com Angelina Jolie, William Bradley Pitt tem se saído bem na tentativa de provar que pode ser um ótimo ator. Aos 48 anos, acumula três indicações ao Oscar (a mais recente, por O Homem que Mudou o Jogo, de 2011) e investe em projetos sem tanto apelo comercial: caso de O Homem da Máfia, que competiu no Festival de Cannes e estreia esta semana na cidade. O astro que despontou no papel de objeto de desejo feminino Thelma & Louise (1991) não tem vergonha de mostrar as rugas – e as fãs, por enquanto, não reclamam.

Leonardo DiCaprio
Leonardo DiCaprio (Foto: Divulgação)

LEONARDO DICAPRIO

Com 38 anos, Leonardo Wilhelm DiCaprio fez como Brad Pitt: usou a fama de galã para se tornar um homem de cinema. Dono de uma produtora (a Appian Way Productions) e empenhado em causas ambientais, o queridinho teen de Titanic (1997) se sai muito bem em papéis difíceis de protagonista, a exemplo da participação em longas como J. Edgar (2011) e A Origem (2010). Estará em Django Livre, o novo de Quentin Tarantino (que estreia no dia 18 de janeiro), e na adaptação de O Grande Gatsby (2013) dirigida por Baz Luhrmann (Moulin Rouge). O tempo, em resumo, fez bem a Leo.

George Clooney
George Clooney (Foto: Divulgação)

GEORGE CLOONEY

E pensar que, em 1994, George Timothy Clooney ainda era um rosto pouco conhecido entre os tantos do seriado de TV Plantão Médico... De lá para cá, tudo mudou. O ator de 51 anos é uma das celebridades mais poderosas e invejadas de Hollywood. Amigo de Barack Obama, é elogiado tanto pelas atuações quanto pelo trabalho de direção em filmes como Boa Noite e Boa Sorte (2005).

Matt Damon
Matt Damon (Foto: Divulgação)

MATT DAMON

Depois de abandonar a Universidade de Harvard e de iniciar a carreira de ator em papéis não muito empolgantes, Matthew Paige Damon se juntou ao amigo Ben Affleck para escrever o drama Gênio Indomável (1997). A ideia deu tão certo que o filme, dirigido por Gus Van Sant, rendeu à dupla um Oscar de melhor roteiro. A partir dali, a carreira de Matt (hoje com 42 anos) deslancharia, principalmente na série de espionagem em que interpreta o agente Jason Bourne. No projeto mais recente, Promised Land, ele também assina o script.

Ben Affleck
Ben Affleck (Foto: Divulgação)

BEN AFFLECK

No começo da carreira, Benjamin Géza Affleck-Boldt era conhecido por papéis despretensiosos nas comédias indie do diretor Kevin Smith, como Procura-se Amy (1997) e Dogma (1999). O sucesso de Gênio Indomável impulsionou a carreira do astro, que trabalhou em fitas de ação (como Armageddon) e até de uma adaptação de história em quadrinhos (O Demolidor). Hoje o ator de 40 anos se destaca ainda mais na função de diretor. Exemplo disso é o thriller Argo, em cartaz na cidade e cotado para disputar o Oscar de 2013 nas categorias principais.

Ethan Hawke
Ethan Hawke (Foto: Divulgação)

ETHAN HAWKE

O ator se fez notar cedo, com o drama Sociedade dos Poetas Mortos (1989), mas só se tornou um símbolo da “Geração X” do cinema americano com a comédia Reality Bites, de 1994, e com o drama romântico Antes do Amanhecer, de 1995. Ao contrário de Brad Pitt ou de Ben Affleck, Hawke optou por papéis pequenos em filmes sem vocação para campeões de bilheteria. Em 2006, dirigiu a produção independente Um Amor Jovem, com tons autobiográficos. Aos 42 anos, ele aparecerá ao lado da atriz Julie Delpy em Antes da Meia-Noite, terceiro episódio da cinessérie dirigida por Richard Linklater.

Joseph Fiennes
Joseph Fiennes (Foto: Divulgação)

JOSEPH FIENNES

Irmão do ator Ralph Fiennes, Joseph Twisleton Wykeham Fiennes provocou certa surpresa quando foi escalado para interpreter William Shakespeare na comédia romântica Shakespeare Apaixonado (1998). O filme venceu o Oscar e colocou o inglês, hoje com 42 anos, no mapa de Hollywood. Nos longas seguintes, ele não teve tanta sorte. Atualmente, é mais conhecido por papéis em séries de TV como FlashForward, Camelot e American Horror Story.

Will Smith
Will Smith (Foto: Divulgação)

WILL SMITH

No início dos anos 90, o adolescente Willard Christopher Smith Jr. fazia sucesso na TV americana com a série The Fresh Prince of Bel-Air. Mas o astro de transformaria em fenômeno pop graças a  blockbusters barulhentos como Bad Boys (1995), Independence Day (1996) e Homens de Preto (1997). Expert em combinar comédia e ação, Smith também enveredou por dramas (como Ali, de 2001) e se tornou um produtor e um cantor pop bem sucedido, mas ainda não abandonou a pose de superastro. Aos 44 anos, ele também dá um empurrãozinho na carreira dos filhos Jaden Smith, de 14 anos, que atuou no remake de Karatê Kid (2010), e Willow Smith, 12 anos, que apareceu em Eu sou a Lenda (2007) e tenta se fazer notar como cantora.

Stephen Baldwin
Stephen Baldwin (Foto: Divulgação)

STEPHEN BALDWIN

O irmão de Alec Baldwin arrancou suspiros das mulheres como o fortão sensível em Três Formas de Amar, em 1994. Depois, ainda atuou em Os Suspeitos (1995), mas a sua carreira desceu a ladeira a partir daí. Em 2010, o astro de 46 anos chegou a participar de um Big Brother de celebridades.

Matthew McConaughey
Matthew McConaughey (Foto: Divulgação)

MATTHEW McCONAUGHEY

O texano Matthew David McConaughey fazia o perfil de bad boy em seus primeiros filmes. Se destacou na comédia juvenil Jovens, Loucos e Rebeldes (1993) e passou a década de 90 fazendo filmes ora obscuros, ora bem sucedidos (como Contato e EDtv). Em 2012, está em uma boa fase: no sucesso americano Magic Mike, fez o papel de mestre de cerimônias de um clube de strippers masculinos; já no polêmico Killer Joe, que estreia em breve no Brasil, interpreta com convicção um detetive corrupto e sádico.

AVALIE ESTA ATRAÇÃO: O Homem da Máfia

Fonte: VEJA SÃO PAULO