Mistérios da Cidade

Apertar o botão para atravessar nos semáforos faz mesmo diferença?

Teste realizado por VEJA SÃO PAULO mostra que o tempo de espera depende do horário e da rua. Em alguns locais, o dispositivo faz pouca diferença

Por: Mauricio Xavier [com reportagem de Alessandra Freitas]

botão de pedestre
Botão de pedestres na Avenida Faria Lima (Foto: Fernando Moraes)

Implantados nos anos 70, os 9 500 botões de controle de semáforo servem para reduzir o tempo de espera de pedestres. Em alguns locais, porém, eles fazem pouca diferença, como mostra o teste abaixo realizado por VEJA SÃO PAULO.

+ Avisos clandestinos de radar se espalham pela cidade

Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o dispositivo não influencia o ciclo de abertura no horário de pico em regiões movimentadas. Por outro lado, há sinais que só fecham se o botão for pressionado, como em pontos das avenidas General Olímpio da Silveira, Ipiranga e São João.

> Avenida Brigadeiro Faria Lima, 1134, Pinheiros

Tempo normal de abertura do semáforo: um minuto e 33 segundos

Se apertar o botão: onze segundos a menos

> Rua Boa Vista, 51, centro

Tempo normal de aberturado semáforo: 31 segundos

Se apertar o botão: dois segundos a menos

> Rua Heitor Penteado, 1230, Sumarezinho

Tempo normal de abertura do semáforo: um minuto e 37 segundos

Se apertar o botão: vinte segundos a menos

> Rua Líbero Badaró, 561, centro

Tempo normal de abertura do semáforo: um minuto e trinta segundos

Se apertar o botão: nenhuma diferença

Fonte: VEJA SÃO PAULO