Música

Fãs de rádios dos anos 80 movimentam o mercado de áudio usado

Conhecidos como boomboxes, os aparelhos chegam a custar até 2.000 reais

Por: Laury Bueno - Atualizado em

Boomboxes - Danone e Rodrigues - 2258
Os colecionadores Danone e Rodrigues: as peças podem custar até 2.000 reais (Foto: Fernando Moraes)

O gestor ambiental Ricardo Rodrigues, de 27 anos, costuma frequentar lojas de eletrônicos em busca de peças antigas para incrementar sua coleção de boomboxes, aqueles rádios-gravadores de fitas cassete com alto-falantes acoplados que faziam sucesso nos anos 80. “Já tenho 38”, conta, orgulhoso. Um dos itens mais valiosos do acervo é um Philips D8714, cotado hoje no mercado a 2.000 reais. No primeiro domingo de cada mês, ele escolhe um dos equipamentos e o carrega para um encontro de dança de rua na Galeria Olido, no centro. Lá se reúnem outros aficionados do assunto, como o grafiteiro Danilo de Melo Guedes, de 26 anos, mais conhecido como Danone. No seu apartamento em Santo André, Danone tem uma parede coberta por mais de cinquenta aparelhos semelhantes. “Quando saímos pela rua, carros e pessoas param para ver nossos brinquedos”, afirma.

+ Nostalgia: fotos dos objetos vintage

+ As Boas Compras: cozinha vintage

Esse mercado de velharias, ou antiguidades, como preferem os fanáticos pelo assunto, ressurgiu nos últimos anos e vem ganhando força na cidade. Vários especialistas encarregados de ressuscitar as máquinas apontam um crescimento na procura pelos produtos. O eletricista Paulo Cerísola, perito na restauração de equipamentos, com um ponto fixo na feira de antiguidades da Benedito Calixto, em Pinheiros, é um dos que sentem um aumento no volume de trabalho. “Vendo um desses aparelhos por mês hoje”, diz. “Antes, mal havia procura.” A nostalgia, naturalmente, é um dos combustíveis do fenômeno. “Gente da minha idade está na fase da saudade”, afirma o eletrotécnico Aparecido Xavier de Almeida, de 46 anos, dono de cinquenta rádios fábricados há cerca de trinta anos.

Mesmo quem não viveu os anos 80 curte a onda. “É uma forma de estar ligado à cultura do hip-hop, que tem uma conexão direta com essas máquinas”, acredita a gerente Márcia Solfan, de 31 anos, que trabalha numa loja na Galeria do Rock, no centro. “Nada se compara a carregar um na rua, ligar e começar a dançar”, diz o rapper Thaíde. “É um clássico.”

Tecnologia Vintage

Panasonic SGJ555 - Boombox - 2258
Panasonic SGJ555: fita cassete, rádio FM/AM e toca-discos (Foto: Fernando Moraes)

Panasonic SGJ555

Valor: entre 500 e 600 reais

Ano de lançamento: 1985

Potência: 15 watts

Recursos: fita cassete, rádio FM/AM e toca-discos

Boombox - National RX5104 - 2258
National RX5104: fita cassete, rádio FM/MW/SW, equalizador e entrada RCA (Foto: Fernando Moraes)

National RX5104

Valor: entre 100 e 650 reais

Ano de lançamento: 1985

Potência: 25 watts

Recursos: fita cassete, rádio FM/MW/SW, equalizador e entrada RCA

Polivox PA850 - Boombox - 2258
Polivox PA850: fita cassete, rádio FM/AM/SW, equalizador, entrada RCA e caixas de som removíveis (Foto: Fernando Moraes)

Polivox PA850

Valor: entre 100 e 450 reais

Ano de lançamento: 1983

Potência: 45 watts

Recursos: fita cassete, rádio FM/AM/SW, equalizador, entrada RCA e caixas de som removíveis

Fonte: VEJA SÃO PAULO