Fogo

Bombeiros ainda trabalham para combater incêndio na Cantareira

Incêndio de grandes proporções já foi controlado, mas os homens apagam alguns focos isolados

Por: VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

O Helicóptero Águia ainda apaga alguns focos isolados de queimada no Parque Estadual da Cantareira na manhã desta terça-feira (14). Entretanto, a situação já foi controlada. Segundo o Corpo de Bombeiros, não existem mais incêndios em áreas de grandes proporções.

+ Risco de epidemia de ebola no país é quase nulo, diz infectologista

Apesar disso, os homens entraram na mata por volta das 9h. A prioridade é combater focos de incêndio que possam atingir residências.  No total, os trabalhos contam com 45 bombeiros, além de um médico, um enfermeiro, três helicópteros e catorze viaturas.

As chamadas começaram na manhã de segunda-feira (13). Os bombeiros enfrentaram dificuldades para chegar ao local, por ser uma área de difícil acesso, exigindo cerca de três horas de caminhada a partir da entrada do parque, que se estende pelos municípios de São Paulo, Caieiras, Mairiporã e Guarulhos.

Por conta da dificuldade, três helicópteros foram utilizados para combater as chamas, mas os trabalhos foram interrompidos à noite por causa da falta de visibilidade.

Durante a segunda-feira (13), houve mais de 100 focos de incêndio em São Paulo. Um dos motivos da propagação das chamas seria a baixa umidade relativa do ar na capital - que fez o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) decretar estado de alerta.

+ Confira as últimas notícias

Desde 1 de junho, os bombeiros são acionados para apagar um incêndio em vegetação a cada oito minutos e meio no estado de São Paulo, com uma área de vegetação atingida de aproximadamente 32 000 campos de futebol. (Com Estadão Conteúdo).

Fonte: VEJA SÃO PAULO