Polícia

Bombeiro é morto por não emprestar isqueiro

O agressor tentou fugir da polícia, mas foi preso no centro da cidade

Por: VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

Um bombeiro foi morto a chutes por um homem, após se negar a emprestar um isqueiro na Rua Espírita, na região do Cambuci. O crime aconteceu no sábado (11). Walter Shigueru Imamura, de 50 anos, chegou a ser levado para o pronto-socorro do Hospital Vergueiro, mas não resistiu. Preso em flagrante, o agressor confessou o crime.

+ Urologista baleado dentro de consultório sai da UTI

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), quando policiais militares chegaram ao local para atender a ocorrência, encontraram a vítima caída no chão, com a cabeça ensanguentada. O Corpo de Bombeiros, prestou os primeiros socorros, levado Imamura depois ao hospital.

Testemunhas da agressão informaram à Polícia Militar as características do suspeito. Durante buscas na região, os oficiais encontraram o ajudante-geral Leonardo Varela da Silva, de 28 anos, na Rua Muniz de Sousa, na Liberdade, no centro, próximo ao local do crime.

+ Criança cai no chão ao nascer no corredor de hospital

Segundo os policiais, o agressor tentou fugir assim que viu a viatura. Ele correu para os fundos de uma pensão, subido em um telhado e, depois, pulado para casas vizinhas, de muro em muro. Durante a fuga, ele derrubou uma cerca de arame farpado nos fundos de um dos terrenos invadidos. Por fim, Silva ainda tentou se esconder atrás de algumas árvores, mas foi preso pelos policiais.

Para a Polícia Civil, o criminoso contou que passava pela Rua Espírita, onde pediu um isqueiro emprestado ao bombeiro. Como o homem negou o pedido, Silva deu um chute nas costas da vítima que, caída, ainda recebeu outros dois golpes na cabeça.

+ Confira as últimas notícias

Com Silva, os policiais também apreenderam 27,4 gramas de cocaína. O caso foi registrado no 8º Distrito Policial (Estadão Conteúdo).

Fonte: VEJA SÃO PAULO