Gastronomia

Blogueiros viram gourmets alternativos

Relatos divertidos sobre comida fazem sucesso com as dicas e desventuras de seus autores

Por: Tatiano Santiago

Fast Food de Pobre - 2221
Ramos e Adriana: cobaias de pratos baratos (Foto: Fernando Moraes)

O casal formado pelo jornalista João Pedro Ramos, de 27 anos, e pela professora de inglês Adriana Navarro, de 24, mantém um blog de crítica gastronômica curioso — para dizer o mínimo. Pelo menos duas vezes por semana, eles saem à rua em busca de novidades para a página intitulada Fast Food de Pobre, que registra mais de 30.000 acessos por mês. Como sugere o nome do serviço, a dupla passa longe dos grandes restaurantes da cidade. Prefere se arriscar em botecos e barracas, testando pratos populares como cachorros-quentes, churrasquinhos gregos e sanduíches de pernil, entre outros. Além de fornecer os preços das refeições, a página dá informações como avaliação do atendimento, endereço dos pontos e até eventuais efeitos colaterais da receita.

+ Blogueira vai passar um ano sem fazer compras + Blogueiras montam looks de até 160 reais

+ Confira os blogs de VEJA SÃO PAULO

Não raro, alguns achados com uma ótima relação entre custo e benefício rendem recordes de audiência, como foi o caso dos sanduíches do Big Dog, preparados por um ambulante dentro do câmpus da Universidade de São Paulo e vendidos a preços a partir de 4 reais. “A ideia sempre foi tratar de um jeito divertido essas ofertas baratas”, afirma Ramos, que iniciou esse trabalho em 2008. Com base nessa experiência, virou uma espécie de autoridade paulistana no tema, a ponto de ser chamado em programas como o "PC na TV, da MTV", para degustar no ar um lanche que pesava mais de 3 quilos. “Deu para encarar apenas a metade”, diverte-se.

Ela é Vegetaria, Mas seu Namorado Não - 2221
Murbach e Veridiana: batalha para conciliar gostos culinários bem diferentes (Foto: Fernando Moraes)

Nos últimos tempos, o blog ganhou a companhia de vários outros que abordam de uma forma inusitada o universo culinário. Em comum, esses serviços são feitos por gourmets diletantes, sem a pretensão de competir com os críticos gastronômicos. Mas acabam sendo acompanhados por alguns profissionais da área. “Acho legal essa coisa democrática na internet e, de vez em quando, dou uma espiada nesses endereços”, conta Helena Rizzo, comandante do Maní, no Jardim Paulistano, e a primeira mulher a ser eleita chef do ano pelo júri da edição “Comer & Beber” de VEJA SÃO PAULO, em 2009. Outro fã dos blogs é o cozinheiro Carlos Bertolazzi, que está à frente do Zena Caffé, nos Jardins. “Às vezes, tenho vontade de comer algo escondido em alguma esquina e acabo recorrendo às dicas dessa turma”, revela.

Há diários virtuais que começaram como um hobby e estão se transformando em negócios mais sérios. É o caso do Cuecas na Cozinha, assinado pelo administrador Alessander Guerra, de 41 anos, que publica receitas sob medida para qualquer homem comum brilhar nessa área. Sua parceira na empreitada é a mulher, a empresária Cristine Paz. Com o passar do tempo, os anunciantes chegaram à conclusão de que o blog era um bom canal de comunicação. Hoje, traz propagandas de empresas como o Senac, que divulga ali seus cursos de gastronomia. “Recebo, em média, 2.000 reais desses parceiros”, comemora Guerra.

Cuecas na Cozinha - 2221
Alessander Guerra e Cristine Paz: dicas para quem nunca fritou um ovo brilhar na cozinha (Foto: Fernando Moraes)

Muitos dos blogs relatam como as receitas podem unir os casais. Nesse campo, o mais inusitado é o Ela É Vegetariana, mas Seu Namorado Não, assinado pelo gerente de projetos Hiran Eduardo Murbach, de 34 anos, e pela jornalista Veridiana Rosa, de 28. O endereço atrai aproximadamente 2.500 visitas por mês. A difícil batalha na busca de um lugar atraente para os dois autores inspirou a criação da página. Combase na experiência acumulada, eles indicam as hamburguerias como os melhores locais para combinar gostos tão diferentes. “Muitas possuem ótimas opções para quem não come carne”, afirma Veridiana. Eles juram que jamais abriram mão de suas convicções. “O Hiran, porém, passou a ter uma dieta mais saudável e já emagreceu cinco quilos”, diz a jornalista.

FAST FOOD DE POBRE

Criado em julho de 2008, 30.000 acessos por mês

Dica: cachorro-quente do Big Dog, localizado dentro do câmpus da USP

ELA É VEGETARIANA, MAS SEU NAMORADO NÃO

Criado em janeiro do ano passado, tem 2.500 visitas por mês

Dica: o cardápio do América traz ótimas opções de lanches e comidas para ambos

CUECAS NA COZINHA

Criado em maio de 2007, registra 100.000 acessos mensais

Dica: faça nhoque de gorgonzola, damasco e nozes

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO