Cinema

Mestre da bizarrice, John Waters ganha retrospectiva no CineSesc

Mostra reúne onze fitas do cineasta que rompeu barreiras no fim dos anos 70

Por: Miguel Barbieri Jr.

Pink Flamingos
Cena de Pink Flamingos (1972): ícone do cinema underground será exibido neste sábado às 21h30 no CineSesc (Foto: Divulgação)

Até quinta (1º), sempre às 19h30 e 21h30, o CineSesc exibe a mostra mais excêntrica da temporada. Trata-se da preciosa filmografia de John Waters, diretor que rompeu barreiras e preconceitos nas décadas de 70 e 80 ao criar fitas de enredo incomum e ser um dos precursores do cinema underground. John Waters — O Papa do Trash traz onze longas-metragens do realizador, além da reprise de Hairspray (2007), musical inspirado em seu filme homônimo, de 1988.

+ Os melhores filmes em cartaz; salas e horários

+ Oscar 2012: assista aos indicados em cartaz

Embora desde meados dos anos 80 Waters tenha ficado, digamos, comportadinho, sua carreira, até então, foi marcada pela parceria com o travesti Divine (1945-1988) e por situações e personagens bizarros, um carimbo deixado em comédias como "Problemas Femininos" (1974), "Desperate Living" (1977) e, sobretudo," Pink Flamingos", programado para este sábado (25), às 21h30. Nesse trabalho de 1972, o cineasta aborda a disputa de duas famílias para encontrar, entre elas, o tipo mais asqueroso.

Garanta seu ingresso também para Polyester (1981), uma sátira raivosa à classe média americana que ficou famosa à época pelo sistema odorama, no qual o espectador ganhava uma cartela de cheiros para ser raspada durante a sessão.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO