Bike

Bicicletários no metrô são reinaugurados com problemas

Sistema de cadastro para novos usuários não foi instalado no primeiro dia e poucas bikes foram colocadas à disposição do público

Por: Marcus Oliveira - Atualizado em

biclicetários metrô
Bicicletas podem ser alugadas nas estações do metrô (Foto: Marcus Oliveira)

Na sexta (5), dez bicicletários localizados dentro de estações de metrô da cidade voltaram a prestar serviço de empréstimo e estacionamento ao público. O sistema que estava desativado desde o fim do ano passado retorna sob nova gestão e com algumas mudanças. Entretanto, nem todos os espaços estão em pleno funcionamento.

VEJASAOPAULO.COM esteve na manhã de sexta em três locais, bem requisitados pelo público, nas estações de metrô Sé, LIberdade e Paraíso, e registou falhas em relação ao sistema de cadastro para novos usuários, além de poucas bicicletas disponíveis e até mesmo algumas "herdadas" do antigo sistema de aluguel, que chegou a disponibilizar equipamentos quebrados aos usuários.

+ Uma seleção de programas para aproveitar as férias com os amigos

De acordo a empresa Brasil e Movimento, que faz a administração dos pontos, cada espaço terá dez vagas para estacionamento e um mínimo de dez bicicletas para empréstimo.

Logo que chegou à Estação Sé, a reportagem verificou que apenas quatro bikes - em bom estado - estavam à disposição dos usuários. Mesmo assim, não era possível retirar o equipamento no primeiro dia de operação, pois o sistema que faz o cadastro ainda não havia sido instalado.

biclicetários metrô
Estação Paraíso não havia recebido as bicicletas nesta sexta (5), dia da inauguração do projeto (Foto: Marcus Oliveira)

Na próxima parada, na Estação Liberdade, a situação era a mesma. A única diferença era em relação ao número de bicicletas. No total, seis delas estavam disponíveis para o aluguel, sendo três novas e três mantidas do antigo sistema de aluguel dos metrôs, que foi cancelado pela prefeitura no fim do ano passado. Uma delas, inclusive, estava separada para manutenção.

No terceiro ponto, na Estação Paraíso do metrô, além da falta de sistema para cadastro, as bikes para aluguel ainda não haviam chegado e o estacionamento estava vazio, até as 13 horas. De acordo com os funcionários do local, o equipamento seria entregue no período da tarde e até a próxima segunda (8) tudo estaria em pleno funcionamento.

A assessoria de imprensa do Metrô informou que já solicitou à empresa responsável que tome providências para que o atendimento esteja em conformidade com o previsto em contrato. O Metrô irá monitorar a operação do serviço para que eventuais problemas sejam sanados no prazo mais curto possível.

biclicetários metrô
Bicicletário da estação Sé do metrô (Foto: Marcus Oliveira)

Em nota, a empresa Brasil e Movimento, credenciada pelo Metrô, esclareceu que nesta quinta (5) foi o primeiro dia da retomada da operação dos bicicletários anexos às estações e alguns ajustes serão realizados para aperfeiçoar o serviço.

O novo projeto prevê a instalação de equipamentos para ajudar os ciclistas, como caixas de ferramentas, bomba de encher pneu, remendo e cola para pneus furados e bebedouros. Até o momento, nenhum ítem foi instalado nas estações.

Para o estacionamento, as doze primeiras horas são gratuitas, com cobrança de 2 reais por hora extra. Já no aluguel, os primeiros 30 minutos serão gratuitos, com cobrança de 2 reais a cada hora que ultrapassar esse período. Para utilizar os serviços, é necessário fazer um cadastro nas próprias estações fornecendo nome, identidade e comprovante de endereço.

Fonte: VEJA SÃO PAULO