Passeios

Bicicletada reúne ciclistas nesta sexta (25)

Ciclistas, skatistas e patinadores de diversos lugares do mundo vão sair às ruas em busca de conscientização

Por: - Atualizado em

Bicicletada
Bicicletada reúne cerca de 300 ciclistas toda última sexta-feira do mês (Foto: Emilio Migliorini)

"Não estamos atrapalhando o trânsito, nós somos o trânsito". A frase resume o espírito da Bicicletada, versão brasileira do “Critical Mass”, criado em 1992 em San Francisco, nos EUA. Trata-se de um evento que ocorre toda última sexta-feira do mês, em que ciclistas, skatistas e patinadores de diversos lugares do mundo ocupam as ruas de suas cidades com a proposta de se opor à dominação dos automóveis. A edição paulistana surgiu em 2002 com cerca de dez ciclistas. Hoje, o evento conta com aproximadamente 300 participantes.

+ Dez motivos para ir assistir a “Os Muppets”

+ Enfeites de Natal para todos os bolsos

A proposta não é atrapalhar o trânsito, e sim integrar-se a ele de forma harmônica. “O objetivo é mostrar que as bicicletas existem como veículo e fazem parte do trânsito, também têm seus deveres, têm regras e, principalmente, têm direitos”, afirma Felipe Aragonez, do Instituto CicloBR e frequentador da Bicicletada há cinco anos. Entre as recomendações feitas aos participantes estão não ocupar faixas desnecessariamente, liberando a passagem para veículos mais rápidos, não insultar ou desrespeitar pedestres ou motoristas e não andar pelas calçadas.

Outra proposta do movimento é torná-lo mais divertido, com fantasias ou ações lúdicas, como entregar flores aos pedestres. “Às vezes, acontecem bicicletadas temáticas como de Haloween, de Natal, de Festa Junina. A gente gosta de interagir com as pessoas, a ideia é mostrar que pedalar é algo divertido”, conta Aragonez.

Bicicletada
Evento propõe edições temáticas e convida participantes a vestirem fantasias (Foto: Emilio Migliorini)

A Bicicletada é organizada sem uma liderança ou movimento que responda por ela. As pessoas se reúnem na Praça do Ciclista, na Av. Paulista, e o roteiro é definido na hora entre os participantes. De acordo com Aragonez, iniciantes são bem-vindos. “O ritmo é leve e o ideal é ficar no meio da massa, onde é mais seguro”.

A próxima edição acontece nesta sexta (25), com concentração às 18h. A previsão é que a partida aconteça por volta das 20h.

Fonte: VEJA SÃO PAULO