Transporte

Projeto cultural transforma táxi em biblioteca colaborativa

O Bibliotáxi permite que passageiro leve um livro para casa e o devolva em outra unidade cadastrada no sistema

Por: Anna Carolina Oliveira - Atualizado em

Bibliotáxi
Bibliotáxi: boa leitura no trânsito paulistano (Foto: Divulgação / Easy Taxi)

Depois dos táxis com wi-fi, bebidas e videogame, agora São Paulo também conta com uma frota que oferece livros aos passageiros. O projeto Bibliotáxi, como o nome  sugere, adapta o conceito da biblioteca para o meio de transporte.

Lançada na primeira semana de abril, a iniciativa cultural, fruto da parceria entre a Easy Taxi — aplicativo que permite chamar gratuitamente o táxi mais próximo do usuário — e o site Catraca Livre visa disseminar o hábito da leitura pela cidade.

Ao entrar em um táxi cadastrado no app, o passageiro encontra algumas opções de leitura de gêneros variados, de romances a biografias, e pode levar o que quiser para casa. O livro pode ser devolvido numa próxima corrida ou trocado por outro. Quem quiser, pode até ficar com o título. "A devolução não é obrigatória. Nosso intuito é promover a leitura", explica Tallis Gomes, CEO da startup Easy Taxi.

O jovem criador da plataforma, de 25 anos, afirma que todos os novos veículos cadastrados em sua rede já contam com uma "biblioteca móvel", cerca de um terço. "A meta é que, em dois meses, todos os carros da frota façam parte do Bibliotáxi", diz Tallis. 

Além de consumir cultura, o paulistano também tem a opção de contribuir para sua disseminação. Quem quiser fazer doações, pode tanto deixar uma obra no veículo quanto entrar em contato com a equipe da empresa. A própria Easy Taxi se encarrega de buscar doações maiores, com no mínimo 200 unidades. O acervo conta com cerca de 8 mil títulos espalhados pela frota.

Compartilhamento de táxi

Além da Easy Taxi, existem outras formas de economizar tempo e dinheiro quando o assunto é transporte na capital. No final de 2012, estudantes de engenharia lançaram o Meleva Sampa, uma ferramenta que permite o compartillhamento de carro entre pessoas que estão nos aeoportos de Guarulhos ou Congonhas. Para entender melhor o projeto, CLIQUE AQUI.

Saiba outros locais onde é possível doar livros em São Paulo:

  • Centro de SP: Rua Bela Cintra, 409 (The Hub)
  • Biblioteca Mário de Andrade: Rua da Consolação, 94
  • Villa Mundo: Rua Belmiro Braga, 146
  • Catraca Livre: Rua Gonçalo Afonso, 55

Fonte: VEJA SÃO PAULO