Turismo

Bento Gonçalves, Canela e Gramado devem receber 50 000 paulistanos

Gastronomia de primeira, bons vinhos, organização, limpeza e inverno genuíno. São esses os atrativos da Serra Gaúcha

Por: Giuliana Bergamo - Atualizado em

Bento Gonçalves, Canela e Gramado devem receber 50 000 paulistanos
Sacada de suíte no Hotel & Spa do Vinho Caudalie, em Bento Gonçalves: vista para os vinhedos (Foto: Mario Rodrigues)

As estradas sinuosas cortando vinhedos, gente clara com as maçãs do rosto rosadas, pousadas em estilo suíço, termômetros que não costumam ultrapassar os 10 graus, palavras em alemão e italiano - o guarda-sol é corriqueiramente chamado de ombrellone -, organização e ruas tinindo de limpas. Tudo isso ajuda a explicar o mantra entoado por profissionais de turismo: "A Serra Gaúcha é um pedacinho da Europa no Brasil". Claro que há certo exagero na afirmação, mas a tradição dos colonos vindos da Itália e da Alemanha que ali se instalaram no fim do século XIX continua muito forte. Em Gramado se faz polenta tão bem (ou quase) quanto no norte da Itália. Em Canela, come-se apfelstrudel com chá digno de casas da Bavária e, em Bento Gonçalves, é possível encontrar uma senhorinha moldando capeletes a mão no fundo de um restaurante. O cenário ficaria completamente europeu se do céu caíssem cristais de gelo com a mesma frequência com que o fenômeno natural é anunciado. "Dizer que vai nevar é uma estratégia disseminada entre recepcionistas de hotel, vendedores, motoristas e outros profissionais que recebem os visitantes", admite o secretário de Turismo de Gramado, Gilberto Tomasini. "Mas a última vez que nevou forte por aqui foi em 1996."

Em 2008, a cidade de apenas 33 000 habitantes recebeu a mesma quantidade de paulistanos. Neste ano, espera-se que esse número chegue a 50 000. Para isso, novidades não param de surgir. A ideia da vez é o Gramado Glamour, evento que pretende atrair quem, em São Paulo, circula por restaurantes badalados e compra produtos de grife. "Nosso objetivo é mostrar para essas pessoas lugares que mais têm a ver com elas aqui na região", diz Tânia Costa, idealizadora do projeto. Dessa forma será montada, em julho e agosto, a Vila Glamour na Avenida Borges de Medeiros, no coração da cidade, com bistrô, café, lojas bacanudas, espaços para exposições e um concierge que deve orientar os visitantes.

O turismo é a essência de Gramado, a principal porta de entrada da Serra Gaúcha. A atividade movimenta 80% da economia do município. Na escola, as crianças têm, da 1ª à 4ª série, uma disciplina que ensina técnicas de recepção a turistas e dá noções gerais de como funciona um estabelecimento comercial. A melhor rede hoteleira da região é a gramadense, com 11 000 leitos distribuídos em 140 hotéis e pousadas. As vizinhas Canela e Bento Gonçalves, a 7 e 106 quilômetros dali, respectivamente, também parecem fazer tudo calculadinho para encantar o turista. Em Canela ficam a Cachoeira do Caracol e uma espécie de mini-Hopi Hari das montanhas, com direito a trenó e cinema em quatro dimensões. Bento Gonçalves, por sua vez, é o endereço de algumas das melhores vinícolas do Brasil. A exemplo do que ocorre na Argentina e no Chile, os fabricantes gaúchos de vinho têm aberto suas oficinas para visitação. Além de degustação de tintos, brancos e espumantes, há produtores que investiram em pousadas e restaurantes. É o caso da tradicional Casa Valduga. Em 2007, também foi inaugurado o primeiro Hotel & Spa do Vinho do laboratório francês Caudalie na América Latina. De frente para a vinícola Miolo, o centro de beleza e relaxamento oferece terapias à base de extratos de uva. Entre uma degustação e outra, é possível provar os melhores galetos do país, batizados em italiano de galeto al primo canto e acompanhados de polenta ou de tortelli recheados com abóbora e molho de tomate seco, chamados de tortéi. Como dizem os imigrantes dali, bravíssimo! Só falta nevar.

Como ir

AVIÃO

Não há aeroporto em Gramado. O melhor é ir a Porto Alegre ou Caxias do Sul. Para a capital gaúcha, as passagens mais baratas são as de voos que partem de Guarulhos. Pela Gol e pela Webjet, custam a partir de 89 reais. Pela TAM, 89,50. O preço mais em conta da OceanAir é de 125 reais, também por Guarulhos. A única companhia que leva a Caxias é a Gol, que vende tíquetes a partir de 129 reais. O táxi do Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, até Gramado sai por 319 reais. De Caxias, 160 reais.

Gol. 0300 115-2121. www.voegol.com.br.

OceanAir. 4004-4040. www.oceanair.com.br.

TAM. 4002-5700. www.tam.com.br.

Webjet. 0300 210-1234. www.webjet.com.br.

ÔNIBUS

O melhor itinerário é ir até Caxias do Sul e, de lá, para Gramado. O primeiro trecho custa 129 reais em ônibus convencional pela companhia Penha ( 2089-0815, www.nspenha.com.br) e dura de-zesseis horas e meia. A segunda parte da viagem sai por 11,55 reais em ônibus semidireto. A companhia gaúcha que faz o percurso é a Citral ( 3282-1185) e a viagem dura uma hora e 35 minuos.

CARRO

O carro dá mais autonomia, mas pode ser um empecilho durante os passeios em tempos de Lei Seca. A viagem mais curta até Gramado (são cerca de dezesseis horas por 1 045 quilômetros) é pelo interior. Mas trata-se de um trajeto pouco agradável, com tráfego intenso de carros, ônibus e caminhões. Já pelo litoral, o percurso é um pouco mais longo (1 174 quilômetros e cerca de dezoito horas), mas prazeroso. No caminho, passa-se por Joinville (SC), Florianópolis (SC) e Torres (RS).

PACOTE (preço por pessoa)

Agaxtur. Sete noites no Hotel Encantos do Sul, em Gramado, passagens aéreas de ida e volta, traslados e visitas a Canela, Nova Petrópolis e Bento Gonçalves. A partir de 1 183 reais, 3067-0900. www.agaxtur.com.br.

CVC. Sete noites no Serrano Gramado Hotel, passagens aéreas de ida e volta, traslados e passeios por Gramado, Canela, Bento Gonçalves e outras três cidades da região. A partir de 2 548 reais, 2191-8911. www.cvc.com.br.

Luxtravel. Sete noites no Hotel Vovó Carolina, em Gramado, tíquetes aéreos, traslados e passeios por Canela, Bento Gonçalves e outras cidades da Serra Gaúcha. A partir de 1 517 reais, 3017-5656. www.luxtravel.com.br.

TAM Viagens. Quatro noites no Hotel Laghetto Siena, em Gramado, passagens aéreas, traslados e passeios por Canela, Bento Gonçalves, Garibaldi e Caxias do Sul. A partir de 1 470 reais, 4706-0742. www.tamviagens.com.br.

Onde ficar

BENTO GONÇALVES

Inaugurado há menos de dois anos, o Hotel & Spa do Vinho Caudalie fica encravado entre vinhedos, com vista privilegiada para a vinícola Miolo. Pom-posos, os 104 apartamentos destoam da decoração colonial, presente em diversos estabelecimentos da região, mas são bastante confortáveis. O hotel tem 24 suítes equipadas com lareira a gás e banheira. Mesmo quem não fica hospedado ali pode desfrutar as terapias oferecidas no spa, como o Programa Invitation, que inclui três técnicas e custa 392 reais. Diárias para casal de 300 a 1 500 reais. Rodovia RS-444, quilômetro 21, 2102-7200. www.spadovinho.com.br.

A Pousada Valduga é pouco charmosa, mas fica na propriedade da vinícola da família de mesmo nome, uma das mais tradicionais da região. O valor das diárias inclui um curso de degustação de vinhos com duração de cerca de quatro horas. Diárias para casal de 220 a 320 reais. Linha Leopoldina (acesso pelo quilômetro 216,5 da Rodovia RS-470), 2105-3154. www.casavalduga.com.br

GRAMADO

Quem chega à La Hacienda é recebido pelo simpático golden "Mambo", o que dá ainda mais graça à pousada. Com apenas seis chalés, é cuidadosamente decorada com móveis e utensílios garimpados em demolições de casas de colonos da região. Ramos de lavanda plantada no jardim da pousada decoram e perfumam os ambientes. Ao confirmarem a reserva, os hóspedes podem pedir mimos para esperá-los na chegada, como buquês de flores e lareira acesa. O único inconveniente é que a La Hacienda fica a 14 quilômetros do centro de Gramado. Diárias para casal a 740 reais. Estrada Serra Grande, 4200, 3295-3025. www.lahacienda.com.br.

O Hotel Varanda das Bromélias é, sem dúvida, a mais charmosa opção de acomodação perto do centro da cidade. Amplos e confortáveis, os apartamentos têm lareira e dispõem de algo raro por ali: piso de madeira, e não carpete. O café da manhã é servido até o meio-dia no quarto ou no restaurante. Tem piscina aquecida e vista para um vale. Diárias para casal de 449 a 852 reais. Rua Alarisch Schulz, 158/198, 3286-6653. www.varandadasbromelias.com.br.

O Hotel Ritta Höppner é tão encantador quanto o parque Mini Mundo, seu vizinho que pertence à mesma família. As suítes lembram os quartos de donzelas de conto de fadas. Têm colchas e cortinas cheias de babados, além de estampas delicadas em tons pastel e móveis brancos. No térreo, há uma casa de chá nos moldes das alemãs. Diárias para casal de 250 a 890 reais. Rua Pedro Candiago, 305, 3286-1334. www.rittahoppner.com.br.

Comprado pelo Grupo CVC em 1995, o Serrano Gramado Hotel foi, aos poucos, transformado em um grande resort. Com ótima infraestrutura, dispõe de quadra de tênis, sala de ginástica, piscinas aquecida e ao ar livre, teatro e três restaurantes. Durante a temporada de inverno, recebe os mesmos shows dos cruzeiros de verão da operadora, como o Elis, a Força de uma Voz e A Hora do Choro. Além disso, em agosto, sedia o badalado evento Winter Festival (www.winterfestival.com.br/2009). Diárias para casal de 480 a 1 380 reais. Avenida das Hortênsias, 1480, 3295-8000. www.serranoresort.com.br.

Spa cinco-estrelas

É irônico, mas Gramado, uma das cidades com a gastronomia mais incrementada e calórica do país, abriga o spa brasileiro com maior reputação internacional, o Kurotel. Neste ano, ele foi eleito pela terceira vez consecutiva o melhor do setor na América do Sul pelo guia de luxo britânico Condé Nast Johansens. As terapias incluem cardápios com baixas calorias e são baseadas no método alemão Kneipp, que prevê banhos alternados de águas quentes e frias, além de exercícios físicos e auxílio psicológico. No ano passado foi inaugurada a Estação das Águas, um centro de terapias de um dia para quem não pode ou não quer se hospedar no Kur, como é chamado pelos seus habitués. O circuito das águas, uma série de cinco banhos, dura cerca de duas horas e custa 190 reais.

Kurotel. Diárias para uma pessoa de 1 132 a 2 419 reais (permanência mínima de três dias). Rua Nações Unidas, 533, 3295-9393. www.kurotel.com.br.

Estação das Águas. Rua das Alfazemas, 230, 3295-9300. www.kurestacaodasaguas.com.br.

Onde comer

BENTO GONÇALVES

O restaurante Casa Di Paolo (antigo Giuseppe) é famoso por servir o melhor galeto da Serra Gaúcha. Batizado de al primo canto pelos descendentes de italianos que colonizaram a região, o prato pode ser pedido sozinho (sai por 17 reais) ou no rodízio (custa 33,20 reais), que inclui sopa de capelete, queijo à doré, massas com molhos variados, polenta, pão caseiro e salada. Rodovia RS-470, quilômetro 221,6, 3463-8505. www.casadipaolo.com.br.

O restaurante Canta Maria também serve o tradicional galeto al primo canto, que custa 16 reais na opção à la carte e faz parte de outras duas sugestões do menu: a comida típica italiana, que sai por 24,20 reais e inclui polenta, queijo à doré, costela e linguiça suína, sobremesas e capelete in brodo; e os grelhados, uma espécie de rodízio com carnes de frango, porco, boi, cordeiro e javali, além de massas (entre elas o agridoce tortéi, recheado com abóbora e coberto por molho de tomate seco), saladas e sobremesas (41,40 reais). A casa abriga um armazém que vende produtos da região, como vinhos e biscoitos caseiros. Rodovia RS-470, quilômetro 217, 3453-1099/3065. www.cantamaria.com.br.

CANELA

Quem vai ao Le Monde tem de estar aberto a novas experiências gastronômicas. Estrelado pelo GUIA BRASIL 2009, o restaurante conta com um menu que varia semanalmente. Apesar de a seleção incluir opções à la carte, a graça está em pedir o menu degustação (100 reais no jantar), que consiste em até dez pratos diferentes e mistura referências de cozinhas do mundo todo, da francesa à asiática. Ex-praticante de luta greco-romana, o chef Floriano Spiess prepara suas receitas sob o olhar atento dos clientes. Entre um prato e outro, vai até as mesas conferir as impressões de cada um e fica nitidamente desapontado quando não vê entusiasmo. Algo raro, diga-se. O pequeno salão do Le Monde comporta apenas quarenta comensais e costuma ficar repleto. Por isso, é preciso fazer reserva. Avenida José Luiz Corrêa Pinto, 235, 3282-0803.

Quem vai ao Strudelhaus se sente na sala de uma tradicional família alemã. E não é só impressão (causada pela decoração com móveis escuros cheios de penduricalhos e cortinas de babados e rendinhas). O restaurante pertence ao alemão Nobert Schmitt. É ele, aliás, quem comanda a cozinha de onde saem diversas variações de filés de porco empanados, os chamados schnitzel (a versão que leva nata, legumes cozidos e batata com manteiga de alho no acompanhamento custa 21 reais), e o tradicional apfelstrudel, que sai por 6 reais se pedido como sobremesa e 8,50 reais no chá da tarde. Rua Baden Powel, 246, 3282-9562.

GRAMADO

Numa casa construída por colonos italianos no fim do século XIX, o Cantina 28 é um raro exemplar de bufê self-service (35 reais) de qualidade. Sua especialidade são as polentas, que a chef Clara Boddy aprendeu a cozinhar em Bergamo, cidade que se considera a capital italiana da receita. Para acompanhá-las, há diversas opções de molho, como o de cogumelos ou o de linguiça picante, e carnes cozidas. Linha 28, quilômetro 2, 3282-0628.

O forte do Le Petit Clos são as fondues. Embora inclua as versões tradicionais, como a de queijo ou a de carne, o cardápio deste restaurante traz uma rara oportunidade de fazer uma refeição pouco calórica na Serra Gaúcha: a la pierrade, filé-mignon e filé de frango grelhados sobre pedras vulcânicas que podem ser acompanhados por treze molhos. Sai por 80 reais e serve duas pessoas. Rua Demétrio Pereira dos Santos, 599, 3286-1936. www.lepetitclos.com.br.

Embora churrasco não seja típico da Serra Gaúcha, o El Fuego é uma boa opção para provar catorze cortes típicos dos pampas (gaúcho, uruguaio e argentino), como o assado de tiras, o pernil de cordeiro ou o entrecôte. As carnes servidas à mesa e o bufê de saladas saem por 38 reais. Rua Garibaldi, 20, 3286-3055.

Situado na charmosa Rua Coberta, o Armazém 31 é ideal para happy hours. Tem mesas tanto na calçada como no aconchegante e pequeno salão. Serve drinques, pizzas (a de mussarela individual custa 17 reais) e petiscos, como a bruschetta de rúcula, tomate seco e parmesão (14,50 reais). Rua Madre Verônica (Rua Coberta), 31, sala 122, 3295-1855.

Situado no térreo do Hotel Ritta Höppner, o Otto Bar e Restaurante é o lugar perfeito para um chá da tarde alemão (25 reais). Além de diversas versões da bebida, são servidos tortas, waffles, apfelstrudel e canapés salgados. Rua Pedro Candiago, 364, 3286-1334. www.rittahoppner.com.br.

Atrações

BENTO GONÇALVES

A maior diversão ao percorrer as sinuosas estradas de Bento Gonçalves é visitar as vinícolas que despontam a cada quilômetro. Entre as maiores e as mais bem estruturadas estão a Miolo e a Casa Valduga. Ambas cobram pela degustação de vinhos. Na primeira, custa entre 5 e 15 reais, de acordo com o padrão das bebidas que serão provadas. Na segunda, o preço é fixo: 15 reais. Já a Angheben e a Lidio Carraro são vinícolas menores e bastante familiares, mas que produzem vinhos de ótima qualidade. A degustação é gratuita.

Miolo. RS-444, quilômetro 21, 2102-1500. www.miolo.com.br.

Casa Valduga. Linha Leopoldina (acesso pelo quilômetro 216,5 da Rodovia RS-470), 2105-3154. www.casavalduga.com.br.

Angheben. RS-444, quilômetro 4, 3459-1261. www.angheben.com.br.

Lidio Carraro. RS-444, quilômetro 21, 2105-2555. www.lidiocarraro.com.

CANELA

O corte feito pelo Rio Caí no solo formou uma curva que lembra uma ferradura. Daí o nome de um dos parques mais visitados de Canela. Para observar a obra geológica, há três mirantes. Uma trilha leva até as margens do rio e dura cerca de duas horas, se somados os trajetos de ida e volta. Os ingressos para o Parque da Ferradura custam 8 e 4 reais (para crianças com até 12 anos e pessoas com mais de 60 anos). Acesso pelo quilômetro zero da Estrada do Caracol, 9972-8666.

Hoje, só 790 dos 914 degraus que levam à base da Cachoeira do Caracol estão abertos para os visitantes. Ainda assim, a pernada só vale para os muito dispostos e com o check-up em dia. Mas é possível observar a beleza da queda-d’água de mirantes espalhados pelo parque. Os ingressos custam 10 e 5 reais (para crianças entre 6 e 11 anos e pessoas com mais de 60 anos) e são gratuitos para crianças menores de 5 anos. Estrada do Caracol, quilômetro 0,9, 3278-3035.

Incrustado nas montanhas da serra, o Alpen Park é uma espécie de mini-Hopi Hari das montanhas. A entrada é gratuita, mas paga-se para brincar em cada uma das atrações. A tirolesa, por exemplo, custa 20 reais. Uma sessão no cinema 4D (as imagens que saltam da tela são acompanhadas por sensações causadas pelo movimento da poltrona ou por jatos de ar e água) sai por 15 reais. Rodovia Arnaldo Oppitz, 901, 3282-9752, www.alpenpark.com.br.

GRAMADO

Uma das melhores coisas a fazer em Gramado é ir às compras. Entre as diversas butiques que vendem malhas destacam-se a Lucirene e a Cose. Há também as casas de couros, como a BannyPel Conceito e a Black Bull. Outra diversão é visitar as lojas de relógios cuco, como a Kukos, que importa a maior parte de seus produtos fabricados a mão da Alemanha. Para trazer lembranças, uma ótima opção são os chocolates das docerias Caracol, Lugano e Prawer.

Lucirene. Avenida das Hortênsias, 2174, 3286-1438, www.lucirene.com.br.

Cose. Rua Madre Verônica (Rua Coberta), 61, 3286-7105.

BannyPel Conceito. Avenida Borges de Medeiros, 3076, 3286-4670. www.bannypel.com.br.

Black Bull. Avenida das Hortênsias, 4983, 3286-7421. www.blackbull.com.br.

Kukos. Avenida Borges de Medeiros, 2021, 3295-1791. www.kukos.com.br.

Caracol Chocolates. Avenida das Hortênsias, 5382, e mais três lojas em Gramado, 3286-3588. www.caracolchocolates.com.br.

Lugano. Avenida Borges de Medeiros, 2784, e mais dois endereços em Gramado, 3286-2751. www.chocolatelugano.com.br.

Prawer. Avenida das Hortênsias, 4100 e mais três endereços em Gramado, 3286-1580. www.prawer.com.br.

Construído inicialmente para divertir os netos do casal Ritta e Otto Höppner, o Mini Mundo é um parque com miniaturas de marcos arquitetônicos europeus, como os castelos da Bavária, e do Brasil, como a Igreja de São José, em Ouro Preto. O ingresso custa 12 e 6 reais (para crianças com até 1,2 metro e pessoas com mais de 60 anos). Rua Horácio Cardoso, 291, 3286-4055. www.minimundo.com.br.

Em Gramado, há referências ao Natal o ano todo. No inverno, a mais forte delas é a Aldeia do Papai Noel, um parque ao ar livre no qual as alamedas levam a ambientes do dia a dia do velho barbudo, como um singelo quarto cheio de beliches, onde dormiriam seus duendes. O ingresso custa 14,10 (para crianças com até 1,2 metro) e 7 reais (para pessoas com mais de 60 anos). Rua Bela Vista, 353, 3286-7332. www.papainoel.com.

Dicas

O DDD de Bento Gonçalves, Canela e Gramado é 54.

2005 foi o ano em que, graças a condições climáticas favoráveis, as vinícolas de Bento Gonçalves produziram sua melhor safra. Vale a pena se lembrar da data na hora de escolher um vinho local em um restaurante ou comprar garrafas para levar de suvenir.

Boa parte dos restaurantes tem serviço de motorista para transportar seus clientes dos hotéis para lá.

As degustações de vinhos ocorrem o dia inteiro. Não se esqueça de comer antes de embrenhar-se pelas vinícolas.

O horário de fechamento das lojas em Gramado varia de acordo com o movimento da cidade. Muitas funcionam até por volta das 20 horas, mas o expediente pode ser encerrado ao pôr do sol em épocas tranquilas. Informe-se antes se quiser deixar alguma compra para a última hora.

Fonte: VEJA SÃO PAULO