Paulistana Nota 10

Cientista política cria curso de gastronomia para moradores de favelas

Chefe Aprendiz foi idealizado por Beatriz Mansberger

Por: Larissa Faria - Atualizado em

Beatriz Mansberger Chefe Aprendiz
“É emocionante ver os próprios jovens ajudando a expandir o projeto”, diz Beatriz, do Chefe Aprendiz (Foto: Leo Martins)

Durante a infância, Beatriz Mansberger tinha o hábito de revirar livros de receitas em busca de pratos para preparar junto com os pais. A paixão pela gastronomia cresceu há quatro anos, quando ela começou a namorar Phillip Hatt, responsável pela Confeitaria Christina, no Campo Belo. Em 2015, Beatriz decidiu usar sua experiência na cozinha para uma função social. Foi quando idealizou o Chefe Aprendiz, com o objetivo de capacitar jovens de baixa renda de 16 a 18 anos para ajudá-los a se inserir nesse mercado de trabalho.

+ ONG orienta pessoas para lidar com pacientes com câncer de mama

Depois de arrecadar 37 980 reais em uma plataforma de financiamento coletivo na internet, promoveu a primeira edição do projeto, com dezesseis moradores da favela de Paraisópolis, na Zona Sul, em maio do ano passado. O dinheiro foi usado para a compra de material culinário e apostilas e para o pagamento de professores. Esses profissionais ministraram aulas em estabelecimentos parceiros e na sede de associações — o programa não conta com espaço físico próprio. Graças aos ensinamentos, dez dos participantes conseguiram emprego em casas da capital, como House of Maya, no Campo Belo.

O sucesso levou à segunda edição, em março deste ano, no Campo Limpo, na Zona Sul, que contou com a participação do chef Tsuyoshi Murakami, do restaurante japonês Kinoshita. Desta vez, além dos 50 600 reais angariados em mais uma campanha on-line, parte dos recursos foi obtida com a realização de um jantar beneficente, organizado voluntariamente pelos alunos, moradores de Paraisópolis.

“É emocionante ver os próprios jovens ajudando a expandir o projeto”, afirma Beatriz, que é formada em gestão de políticas públicas pela Universidade de São Paulo. Os próximos cursos devem ocorrer até o fim do ano em bairros como o Glicério. Dois novos jantares ajudarão a reunir fundos para confirmar essa programação. O primeiro, no La Mar Cebicheria Peruana, no Itaim Bibi, em 9 de outubro, e o segundo, na Casa Santo Antônio, na Granja Julieta, em 8 de novembro. Ambos os eventos terão no cardápio uma entrada, o prato principal e sobremesa, ao custo de 140 reais.

Chefe Aprendizwww.facebook.com/projetochefeaprendiz.

Fonte: VEJA SÃO PAULO