Teatro

Beatriz Bertu estreia na peça 'Cinema'

A garotinha da novela 'Bebê a Bordo' cresceu e apareceu

Por: Dirceu Alves Jr. - Atualizado em

Beatriz Bertu_bebê a bordo_2158
Beatriz Bertu, hoje, aos 22 anos (Foto: Ligia Skowronski)

Em 1988, aos 10 meses de vida, a carioca Beatriz Bertu se transformou na mais jovem protagonista de uma novela da Rede Globo. Na pele da pequena Heleninha, personagem central de ‘Bebê a Bordo’, ela gravava trinta cenas diárias ao lado de atores como Isabela Garcia, Tony Ramos e Guilherme Fontes. A trama escrita por Carlos Lombardi foi exibida no horário das 19 horas entre junho daquele ano e fevereiro de 1989. Popular no Brasil inteiro, a garotinha teve a fotografia estampada na contracapa da trilha sonora do folhetim e mal podia sair às ruas — no colo de sua mãe — de tanto que despertava a curiosidade dos fãs. Vivia gripada e febril devido ao ar condicionado do estúdio. 

Sergio Borges
Bebê a bordo_2158
Aos 10 meses, com as atrizes Isabela Garcia e Silvia Buarque. A bebê gravava trinta cenas por dia (Foto: Sergio Borges)
Aos 10 meses, com as atrizes Isabela Garcia e Silvia Buarque. A bebê gravava trinta cenas por dia

Essa turbulenta rotina passa longe da memória de Beatriz Bertu. Aos 22 anos, a jovem atriz reconstitui as histórias do passado de fama graças aos relatos da família, recortes de jornais e vídeos da época. Com feições que pouco mudaram, 52 quilos distribuídos em 1,62 metro e um jeito de falar de quem realmente não tem a dimensão daquele sucesso, Beatriz enfrenta a primeira peça de teatro profissional. Ela está entre os quinze atores do elenco de ‘Cinema’, espetáculo dirigido por Felipe Hirsch, em cartaz no Teatro Popular do Sesi. Quem pensa que ‘Bebê a Bordo’ é o destaque de seu currículo na hora de ela se submeter a um teste está enganado. Beatriz nem sequer menciona a experiência. “Por que vou fazer isso? Aquele trabalho não comprova nada”, justifica, com razão. O próprio diretor Felipe Hirsch, que peneirou seu nome entre 1 500 candidatos, só ficou sabendo do detalhe às vésperas da estreia. Beatriz prefere enumerar os cursos de teatro colecionados desde os 15 anos e a faculdade de artes cênicas, que deve concluir em 2011, além de breves participações no filme ‘Divã’ (2009) e no ainda inédito ‘Bonitinha, Mas Ordinária’.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO