Consumo

Bazar de roupas de Eliana Tranchesi tem peças por 60 reais

Há itens da Chanel, Prada, Dior e, claro, muitas coisas da Daslu

Por: João Batista Jr.

Bazar Daslu
Sapatos Prada, Laïa e Sergio Rossi: selecionados do closet de Eliana Tranchesi (Foto: João Batista Jr.)

Biquínis novos em tamanhos variados: 30 reais. Sapatos de salto Daslu ainda com as etiquetas: 60 reais. Scarpins e sandálias Prada, Dolce & Gabbana, Chanel e Alaïa: de 150 a 300 reais. Malhas e cashmere DNKY, Loro Piana, Gap e Daslu: de 60 a 300 reais. Vestido longo de festa Valentino e Dior: 1 000 reais. Casaco de pele Prada, intacto, que dá para encarar uma noitada no inverno de Moscou: 4 500 reais. Saia de couro Chanel: 1 000 reais. Cintos Moschino e outras marcas: 30 reais.

+ Cantora Pitty esta grávida do primeiro filho

Quem entra no casarão do Jardim Guedala onde acontece o bazar com as roupas de Eliana Tranchesi fica impressionado com a quantidade de peças. Ao todo, foram selecionados 6 000 itens do closet da antiga proprietária da Daslu - certamente a dona de um dos guarda-roupas mais cobiçados do país, que morreu em 2012 vítima de câncer. Há desde peças triviais, como blusas e jeans, até vestidos de casamento.

IMG_4617
Arara com os vestidos de festa: há Valentinos e Dior por 1 000 reais (Foto: João Batista Jr.)

As filhas Lu e Marcella Tranchesi escolheram Adriana Tuono Ferraro, Carol Nunes e Patrícia Camargo, três das mais estreladas ex-vendedoras e gerentes da Daslu, para cuidar da escolha da roupas e organização do bazar. "Passamos um mês com essa missão. Tirando as roupas do armário, deixando no sol e depois fazendo a seleção", conta Patrícia. "Algumas roupas eu lembro certinho a data em que a Eliana usou", diz Adriana. Há itens usados apenmas uma vez, outros mais gastos e muitos novos.

+ Daslu sofre ação de despejo do JK Iguatemi 

Ainda que sem a pompa de antigamente, o clima do bazar remete aos tempos dourados de Daslu: algumas mulheres experimentam a roupa na frente uma das outras (no passado, a Daslu não tinha provador). Clientes antigas são reconhecidas e tratadas pelo nome. O bazar, no entanto, atrai todo tipo de público, até pelos preços camaradas. "Uma mulher chegou acanhada, dizendo que queria apenas conhecer esse universo Daslu. Até parece, saiu com três sacolas cheias", diverte-se Patrícia.

IMG_4613
Geral do bazar: cintos a partir de 30 reais (Foto: João Batista Jr.)

"Quem quiser sapato, consegue fazer a festa", avisa Marcella, filha de Eliana. Nesse quesito, há um porém: a maior parte é 39, número que Eliana calçava. Para se der bem no bazar, é preciso paciência. As roupas estão divididas por tipo (malhas, camisas, vestidos...) e ficam em diferentes cômodos da casa. As vendas começaram ao longo da semana, mas neste sábado e domingo vão das 10h às 18h.

Endereço: Rua Carangola, 250, Jardim Guedala.

IMG_4616
Vestido de festa Daslu: 1 000 reais (Foto: João Batista Jr.)

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO