Vida longa

Bares que completaram quinze anos

Baretto e Cacilda estão na relação das casas

Por: VEJA SÃO PAULO

Leporace - 2198
A agradável varanda de esquina do Leporace (Foto: Fernando Moraes)

Quatro casas da cidade completaram quinze anos. Confira:

  • Bares variados

    Baretto

    Rua Vitório Fasano, 88, Jardim Paulista

    Tel: (11) 3896 4000 ou (11) 3896 4060

    VejaSP
    3 avaliações

    Instalado no Hotel Fasano, o bar é classudo, daqueles para impressionar a companhia. O saltos preços são compensados pelas confortáveis poltronas de couro, pela iluminação calculada, pelo atendimento cortês e pela música ao vivo de boa qualidade. De segunda a sábado, há apresentações de jazz e MPB no centro do salão. O barman Valter Bolinha prepara clássicos com maestria, entre eles o dry martini (R$ 54,00), conservado em um recipiente com gelo.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bar-restaurante

    Cacilda

    Rua Tito, 237, Vila Romana

    Tel: (11) 3679 2044

    VejaSP
    7 avaliações

    Endereço tradicional no bairro, há 17 anos é tocado pelo argentino Daniel Garcia. Não por acaso, fazem muito sucesso por lá os itens que saltam da parrilla, como o ojo de bife (R$ 44,90, 280 gramas). A carne pode vir acompanhada por arroz biro-biro (R$ 10,50) ou por pupunha grelhada (R$ 15,50). Há quem escolha o salão de pegada retrô para petiscar. Nesse caso, dá para pedir a porção de bolinhos de arroz (R$ 23,90, seis unidades) ou de linguiça toscana fatiada (R$ 15,90), ótimas parceiras do chope Brahma (R$ 8,90).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Chope e cerveja

    Leporace

    Rua Edson, 1362, Campo Belo

    Tel: (11) 5044 0948 ou (11) 2386 1439

    VejaSP
    3 avaliações

    Ao lado das mesas, banquetas servem de apoio para os baldes entupidos de gelo, que conservam a temperatura das cervejas em garrafa (Original, R$ 12,00). Os garçons passam a todo momento com o intuito de manter os copos americanos cheios. Se por um lado as caipirinhas (R$ 22,80 com cachaça comum) parecem feitas às pressas — a de caju pode vir forte demais, e a de abacaxi, carregada no açúcar —, por outro elas alegram o beberrão: quem pedir uma ganhará outra em qualquer dia da semana. A saborosa alcatra (R$ 89,00) pula da churrasqueira vermelhinha e úmida e chega já fatiada e decorada com pimenta biquinho. Alimenta três pessoas e faz boa companhia à farta porção de baião de dois (R$ 55,00) com carne-seca, pernil, calabresa, queijo de coalho e ovo de codorna frito.

    Preços checados em 10 de fevereiro de 2016.

    Saiba mais
  • Botecos

    Pompeia Bar

    Rua Doutor Augusto de Miranda, 712, Pompeia

    Tel: (11) 3872 1769

    VejaSP
    7 avaliações

    Dona Olga, mãe do proprietário José Luiz Figueiredo e autora de boa parte das receitas, morreu no fim de 2015. Seu legado culinário, contudo, mantém-se firme e forte em porções como a polpetta de carne à milanesa (R$ 38,90, seis unidades), com direito a uma azeitona dentro. Outras pedidas infalíveis do boteco de esquina são o caldinho de feijão (R$ 8,90) e o bolinho de mortadela recheado de pimenta-biquinho (R$ 37,90, seis unidades). Chopes Brahma (R$ 8,50) e Brahma Black (R$ 9,30), tirados no capricho, costumam fazer parte do programa.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO