Especiais

Bares e música ao vivo

Por: Marcela Besson - Atualizado em

Bares e música ao vivo Foto 2
(Foto: Veja São Paulo)

Ouvir música ao vivo de qualidade na mesa do bar é bom, mas o preço do couvert artístico pode desandar o programa. Garimpamos dez endereços que oferecem uma caprichada seleção musical e cobram de 6 a 26 reais pelas apresentações.

  • Casa costuma lotar e para quem quer curtir o show é bom fazer reserva
    Saiba mais
  • Casa oferece clima romântico e shows de bossa nova, jazz e blues
    Saiba mais
  • Entre as atrações especiais, destaque para as segundas, quando tem roda de gafieira, e para a feijoada nas tardes de sábado
    Saiba mais
  • O preço do couvert artístico é o mesmo em qualquer dia da semana: 21 reais
    Saiba mais
  • Artistas conhecidos e promessas de sucesso animam a noite
    Saiba mais
  • Bar Geni: shows em clima de balada

    Atualizado em: 7.Dez.2010

    Como tem dois ambientes, é bom para quem gosta de música ao vivo e para quem curte um lugar mais reservado
    Saiba mais
  • Cardápio da casa conta com receitas naturais e uma carta de cervejas artesanais
    Saiba mais
  • De quinta a sábado, casa recebe bandas que destilam petardos do rock e tributos a Led Zeppelin, Rolling Stones e outros grandes do gênero.
    Saiba mais
  • Considerado um dos clubes mais acolhedores do gênero, a casa recebe apresentações de competentes trios, quartetos e quintetos
    Saiba mais
  • Bar do Cidão: simples e aconchegante

    Atualizado em: 7.Dez.2010

    Neste bar, o clima é descontraído e os artistas cantam ao redor de uma mesa
    Saiba mais
  • Bares variados

    Piratininga

    Rua Wisard, 149, Pinheiros

    Tel: (11) 3032 9775

    5 avaliações

    Compõem a atmosfera romântica a iluminação difusa, a decoração que evoca uma São Paulo do passado e a música ao vivo (rock, MPB, bossa nova e jazz). Na hora de beber, recorra às caipirinhas do barman Passarinho, entre elas a de tangerina com lima-da-pérsia.

    Saiba mais
  • Bares variados

    Teta

    Rua Cardeal Arcoverde, 1265, Pinheiros

    Sem avaliação

     

     

    Saiba mais
  • Bares variados

    Ó do Borogodó

    Rua Horácio Lane, 21, Pinheiros

    Tel: (11) 3814 4087

    VejaSP
    5 avaliações

    Gringos adoram, solteiros idem. Não por acaso. Com um quê de Lapa carioca, o pequeno boteco lota de gente bonita e desencanada, atraída pelos ótimos shows de nomes como Anaí Rosa, Giana Viscardi e mais um bom punhado de bambas. Ninguém parece se importar com a precariedade do piso, das paredes de tijolinho e, sobretudo, dos banheiros, e se bota a requebrar até altas horas. Enquanto a maioria se apinha diante do surrado balcão na hora de solicitar um beberico, a brigada trabalha apressada a fim de driblar essa muvuca para entregar nas poucas mesas disponíveis garrafas de cerveja (Brahma, Original e Serramalte, R$ 12,00 cada uma) e caipirinhas (R$ 18,00). A cozinha apenas cumpre tabela e manda para o salão alguns petiscos feitos sem muito capricho, a exemplo da porção de pastéis (R$ 22,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2015. 

    Saiba mais
  • Bares variados

    Jeremias, o Bom

    Rua Avanhandava, 37, Bela Vista

    Sem avaliação
  • Bares variados

    Grazie a Dio!

    Rua Girassol, 67, Pinheiros

    Tel: (11) 3031 6568

    1 avaliação

    Algumas bandas, caso do Clube do Balanço, têm lugar cativo na programação. A agenda vai do samba ao soul, com incursões pela MPB. Para descontrair, há cervejas como a Bohemia. Recarregue as baterias com pedidas como o arancini siciliani, um bolinho de risoto recheado de carne moída e queijo.

    Saiba mais
  • Bares variados

    Geni

    Rua Bela Cintra, 539, Consolação

    Sem avaliação
  • Bares variados

    Casa de Francisca

    Rua José Maria Lisboa, 190, Jardim Paulista

    Tel: (11) 3052 0547

    VejaSP
    Sem avaliação

    Se você ainda não conhece, corra até lá. A casa é um charme só. Instalada em um sobrado de 1913, tem salão de luz suave, cuidadosamente decorado com peças garimpadas em lojas e feiras de antiguidades. Mesas cobertas por toalhas rendadas, todas próximas umas das outras, e uma pequena arquibancada com antigas cadeiras de cinema completam o cenário, que comporta somente 44 pessoas. Arrigo Barnabé, Cida Moreira, Paulo Vanzolini e toda uma constelação de novos e velhos representantes da música brasileira de vanguarda costumam pintar por lá em apresentações cheias de intimidade. Em respeito aos músicos, o serviço de bar cessa durante os shows, que costumam ter início por volta das 21h30. Portanto, o que vale é chegar cedo para explorar o enxuto menu — dele, consta uma cremosa polenta com ragu de lentilha e cogumelo fresco (R$ 35,00). Para beber, a maioria vai de vinho. O Remhoogte Pinotage 2012 (R$ 152,00) é representante da boa produção da África do Sul.

    Preços checados em 27 de janeiro de 2016.

    Saiba mais
  • Bares variados

    Café Piu Piu

    Rua Treze de Maio, 134, Bela Vista

    Tel: (11) 3258 8066

    9 avaliações

    Rock de várias vertentes recheia a programação de quinta a sábado. Nos demais dias, há espaço para outros gêneros. O público manda ver nas cervejas long neck, entre elas Stella Artois e Bohemia. Para petiscar, prove o latkes, típico bolinho judaico frito preparado com batata. Atenção: a entrada só pode ser paga em dinheiro ou cheque.

    Saiba mais
  • Bares variados

    Bar do Cidão

    Rua Deputado Lacerda Franco, 293, Pinheiros

    1 avaliação
  • Bares variados

    All of Jazz

    Rua João Cachoeira, 1366, Vila Olímpia

    Tel: (11) 3849 1345

    VejaSP
    4 avaliações

    O barman entrega drinques nem sempre executados com apuro, e a cozinha apenas cumpre o papel de distrair o paladar com porções triviais, como a de pastéis de carne e de queijo (R$ 33,00 a porção). Mas basta se acomodar em uma das quinze mesas deste bar apertado e escurinho, que em agosto completou vinte anos de atividade, para logo compreender a razão de sua longevidade. Típico clube de jazz, o que vale ali é investir numa dose de uísque ou garrafa de vinho para curtir os shows de primeiríssima qualidade. Seja em trio, quarteto ou quinteto, os músicos que se apresentam diariamente depois das 10 da noite costumam agradar em cheio aos fãs de Billie Holliday, Miles Davis, Thelonious Monk e outros ícones do gênero. A depender da noite, o show pode se estender até 3 da manhã, sempre sob o olhar atento de Antônio Augusto Deleuse. Dono e alma do lugar, quando não está circulando entre as mesas ou bebericando no balcão, ele se põe a auxiliar quem visita a loja de CDs e DVDs que funciona no piso superior e que inegavelmente é seu xodó.

    Preços checados em 20 de janeiro de 2016.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO