Bares

Endereços para saborear caldinhos quentes

De sabores clássicos como feijão e mandioquinha até receitas mais diferentonas, conheça os botequins que servem bons caldos

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Pirajá - caldinho
Caldo de milho com bacon e alho-poró (R$ 13,00): no Pirajá (Foto: Antonio Rodrigues)

Com os termômetros marcando temperaturas mais baixas, os bares costumam investir nos caldos quentes. Além do tradicional caldinho de feijão, novos sabores são incorporados aos cardápios.

Seja acompanhado de uma porção ou até em harmonizações com bebidas -- a dica são as cachaças de alambique, os vinhos tintos ou as cervejas encorpadas -- confira uma seleção de endereços para experimentar essas misturas.

Bar Sabiá - caldinho de abóbora
No cardápio do boteco Sabiá: caldinho de abóbora com curry (Foto: Mario Rodrigues)

Academia da Gula: trata-se de uma casa de alma lusitana, tocada por Rosa Brito, legítima portuguesa de Barcelos. Nos dias mais frios, vai muito bem o caldo verde (R$ 16,90), cremoso e rico em couve picada mais rodelas fininhas de linguiça portuguesa defumada no fundo.

A Lapinha: o boteco localizado numa simpática esquina sobressai pelos petiscos que buscam fugir do óbvio. Na lista de sugestões para acompanhar o chope (Brahma) aparecem os caldinhos de feijão ou mocotó (R$ 11,00 cada um) e o caldo verde, feito com batata, couve, paio e bacon (R$ 15,00).

Bar Brahma: nesse tradicional endereço no centro, vale experimentar o clássico caldinho de feijão (R$ 11,90), ao som de Cauby Peixoto ou Originais do Samba, duas das atrações em temporada na casa.

Bar da Dona Onça: no badalado endereço localizado aos pés do Edifício Copan, o caldo de mocotó vem com feijão-branco e acompanhado de porção de pão (R$ 44,00). Serve apenas uma pessoa. Vale provar também outras receitas da chef Janaína Rueda, como a sopa de carne com feijão e macarrão (R$ 46,00).

Charles Edward: hits disparados por bandas de pop rock formam a atmosfera do lugar, um longevo centro de azaração para quem já passou dos 40 anos. A casa oferece o clássico caldinho de feijão (R$ 13,40), a sopa de ervilhas (R$ 18,80) e o creme de palmito (R$ 18,80).

Desembargador: entre os petiscos do bar, há o creme de aspargos (R$ 19,50), caldinho de feijão (R$ 9,60), canja de galinha (R$ 18,60) e creme de palmito (R$ 19,50). Eles podem ser acompanhados pelas caipirinhas em copo alto, especialmente a de tangerina e gengibre.

Caldinho de mandioquinha com camarões e gorgonzola, do bar Genial
Caldinho de mandioquinha com camarões e gorgonzola do Genésio (Foto: Divulgação)

Genésio: a casa da Vila Madalena tem cozinha aberta até altas horas e investe também no caldo de mandioquinha com camarão e gorgonzola (R$ 18,00). Outra opção é o caldinho de feijão-branco (R$ 12,00) acompanhado de croutons de linguiça.

Peixaria Bar e Venda: por R$ 26,00, o boteco de temática praiana oferece uma mistura que combina feijão-branco a frutos do mar. A casa também recomenda o caldinho de piranha ou de sururu, cada um por R$ 22,00

Pirajá: a casa saúda a Cidade Maravilhosa na decoração, no cardápio e até nos sambas que compõem a trilha sonora. O menu lista os caldinhos como o de sururu, um tipo de mexilhão, por R$ 12,00. Recentemente, foram lançadas mais opções, servidas em canequinhas, como a de milho com bacon e alho-poró (R$ 13,00). 

Sabiá: no boteco, faz sucesso a receita de abóbora incrementada com curry, gengibre e leite de coco (R$ 20,00). Ela chega à mesa em quantidade generosa -- quase 300 mililitros. Para harmonizar, a dica é cachaça artesanal Tabaroa. 

São Cristóvão: um dos bares clássicos da Vila Madalena, mantém sua personalidade e o público descolado. É impossível não se deslumbrar com a decoração temática futebolística. Para tabelar com o chope (Brahma), convoque o caldinho de feijão (R$ 11,00) e o caldo verde (R$ 17,00). 

+ Testamos dez bufês de sopa em São Paulo

Fonte: VEJA SÃO PAULO