ESPECIAL

Encontre um bar novo com a sua cara

Quer ir a algum lugar recém-aberto, mas não sabe por onde começar? Confira roteiro com endereços para todos os estilos

Por: Saulo Yassuda - Atualizado em

Cateto - Pinheiros
Cateto: dois pisos hypados (Foto: Ricardo d’Angelo)

Está a fim de bebericar em algum lugar novo e não sabe aonde ir? Siga as dicas de VEJA SÃO PAULO abaixo e saia em busca do bar perfeito. Tem endereço para todo gosto: dedicado à carne de porco, aos chopes nacionais, aos coquetéis... E por aí vai. Confira o roteiro.

Frigobar
Frgiobar: o drinque 12 mile limit (Foto: Ricardo d’Angelo)

COQUETELARIA EM LUGAR QUASE SECRETO 

Frigobar: a casa pertence à categoria dos bares quase secretos da cidade. Com aura de clandestino, o pequeno endereço só abre às terças e quartas e exige reserva via e-mail. O pagamento antecipado de R$ 150,00 inclui quatro drinques, entre eles o saboroso 12 mile limit (rum, bourbon, brandy de jerez, romã e limão-siciliano; R$ 30,00).

+ Bares secretos onde é preciso agendar a visita

 

Z-Bra
Z-Bra: ambiente descontraído (Foto: Gladstone Campos)

BAR-BALADA PARA FAZER O ESQUENTA NOS FUNDOS DA LOJA

Z-Bra: fica no misto de loja e galeria Cartel 011. Não com muito mais de 30 anos, os moços e as moças bebericam cervejas long neck (Heineken, R$ 10,00) e variações do clericot. A cleripinga leva espumante, cachaça, licor de baunilha e frutas (R$ 50,00 a jarra de 800 mililitros).  Disparada por DJs ou em MP3, a seleção sonora passeia por Drake e The Weeknd, enquanto luzes piscantes reforçam o clima de festinha.

 

Z Carniceria
Z Carniceria: apresentações musicais (Foto: Felipe Prado)

VER UM SHOW DE MÚSICA INDEPENDENTE ENQUANTO BEBE UM BOM DRINQUE

Z Carniceria: o pessoal de visual moderno já ferve no endereço que abrigou a extinta casa de shows Aeroanta. No maior estilo saloon, o espaço conta com um palco que recebe atrações independentes de quinta a domingo. Chegue antes da muvuca para apreciar com calma o ótimo bloody mary (R$ 26,00), que leva suco de tomate feito na casa.

 

São Paulo Tap House
São Paulo Tap House: 40 opções de chope (Foto: Ligia Skowronski)

TOMAR UM (MUITOS) CHOPE(S) NACIONAIS

São Paulo Tap House: atrás do balcão, enfileiram-se quarenta (!) torneiras de chope, todos de pequenos produtores nacionais. Mutante, a seleção das alternativas fica exposta em um painel eletrônico no salão e em tablets.

 

A Casa do Porco Bar
A Casa do Porco Bar: barriga frita e com uma camada de goiabada e brotos (Foto: Ricardo D'Angelo)

SABOREAR PETISCOS DE PORCO ATÉ DIZER CHEGA

A Casa do Porco Bar: o cardápio bar-restaurante do chef Jefferson Rueda é todo de receitas suínas. No formato de tijolinhos, a barriga bem gorda fica deliciosamente crocante depois de frita e ganha uma camada de goiabada e brotos. O quarteto sai a R$ 24,00. 

 

Cateto - Pinheiros
Cateto: cervejas especiais (Foto: Ricardo d’Angelo)

BEBER CERVEJAS ARTESANAIS EM AMBIENTE HIPSTER

Cateto - Pinheiros: nascido na Mooca, o bar de pegada hipster ganhou uma filial bem maior em Pinheiros, com um balcão e mesas divididas em dois pisos. Há drinques de bourbon exclusivos da unidade, mas são as cervejas especiais que fazem brilhar os olhos da clientela.

 

Lambe-Lambe
Lambe-Lambe: ótimo caju amigo (Foto: Ricardo d’Angelo)

COMER RECEITAS BRASILEIRAS SEM GASTAR MUITO

Lambe-Lambe: este bar-restaurante tem boa relação qualidade-preço. De pegada brasileira, o menu agrega sugestões como a galinha caipira com angu de milho, abóbora e quiabo tostado (R$ 33,00). Os coquetéis no estilo tradicional revisitado merecem ser provados. Feito de cachaça e compota da fruta, o caju amigo (R$ 18,00) ganha pedaços da castanha no topo.

Fonte: VEJA SÃO PAULO