Saúde

Vigilância fecha primeiro bar por venda de bebida alcoólica a menores

Estabelecimento na Vila Maria, Zona Norte, ficará interditado por 30 dias

Por: Luan Flavio Freires

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Nesta quarta-feira (26), a Vigilância Sanitária interditou pela primeira vez um bar que desrespeitou a lei antiálcool. O estabelecimento fechado foi o bar Uni-nóis, que fica na Vila Maria, Zona Norte. Ele vai permanecer lacrado até o dia 27 de março.

+ Mulher perde braço após ser empurrada nos trilhos do metrô

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, o bar foi multado em 2012 por não solicitar documentos de jovens que compravam bebidas alcoólicas. A multa não foi paga e, no ano passado, o bar reincidiu na infração, dessa vez permitindo o consumo de álcool por menores. Por ter cometido duas infrações consideradas graves, o estabelecimento teve as portas fechadas.

A lei antiálcool, sancionada em 2011 pelo governo estadual, passou a também não permitir o consumo das bebidas por menores em bares, ainda que acompanhados pelos pais ou responsáveis. Antes da norma, os donos dos estabelecimentos não poderiam ser responsabilizados.

Cristiano Roberto da Silva se apresentou como o gerente do bar e assinou os documentos apresentados pela Vigilância Sanitária. Ele não quis comentar a interdição. O dono do local não foi encontrado.

Maria Cristina Megid, diretora da Vigilância Sanitária Estadual, afirmou que o bar teve dez dias a partir da segunda multa para recorrer, mas não apresentou defesa.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, 1 643 estabelecimentos já foram autuados desde a sanção da lei antiálcool, mas a reincidência da infração é baixa. "Por isso o primeiro bar só foi interditado agora."

A diretora da Vigilância Sanitária também divulgou a Operação Carnaval, na qual fiscais averiguarão o cumprimento da lei em estabelecimentos do estado. “Serão 500 fiscais nas ruas de sábado até terça de manhã.” 

Fonte: VEJA SÃO PAULO