Litoral

Manutenção e quebra de balsas causam transtorno na travessia Santos-Guarujá

Duas embarcações tiveram problemas nesta segunda (14), provocando espera de até duas horas para fazer o percurso

Por: Sérgio Quintella - Atualizado em

Balsa no Guarujá
Balsa no Guarujá (Foto: Divulgação)

Quem dependeu das balsas para fazer a travessia Santos-Guarujá na tarde desta segunda (14), precisou de uma dose extra de paciência. Com a espera chegando a duas horas, a saída foi aguardar.

+ Prefeitura multa carros de som usados em ato na Paulista

Segundo a Dersa, empresa estatal que administra as seis travessias litorâneas de São Paulo, dois fatores motivaram a demora: manutenção preventiva, visando ao verão, e quebra de duas embarcações em momentos alternados.

+ TAM afirma que não havia bomba em sua aeronave

A companhia informa que o problema foi solucionado e que a operação já voltou ao normal. Nesta terça (15) , por volta das 8h, três embarcaçõers faziam o trajeto. Quando a fila aumentou, chegando a causar uma espera de uma hora, mais três balsas foram colocadas à disposição dos usuários.

Acidente em balsa
Acidente ocorreu na tarde de sexta (20) (Foto: Reprodução/TV Globo)

No dia 20 de novembro, um veículo de passeio caiu no mar enquanto finalizava a travessia para Santos. Quando a embarcação já havia atracado, os carros começaram a deixar a balsa. Nesse momento, a balsa se movimentou para trás e um carro ficou pendurado até despencar na água. Uma passageira se feriu. A Dersa acredita que a falha tenha sido humana. 

Fonte: VEJA SÃO PAULO