Bares

Balcões de acepipes atraem a clientela com uma boa variedade de itens

Frios, embutidos e conservas reforçam as mesas de petiscos dos dez endereços abaixo

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Elídio Bar - ambiente
Balcão de acepipes do histórico Elídio Bar, na Mooca (Foto: Heudes Régis)

De frios a embutidos, passando por iguarias incomuns, reunimos bares como o Elídio, na Mooca, cujo balcão de acepipes é uma atração tão famosa quanto o chope gelado e o bate-papo com os amigos.Confira o roteiro abaixo:

+ Endereços onde beber chopes que fogem do lugar-comum

Bar do Juarez: o farto balcão reúne itens variados, como queijos, copa, azeitona, salsicha e tremoço (R$ 9,90, 100 gramas). Mas, de longe, o petisco mais pedido, apesar de fazer uma baita fumaceira, é a picanha fatiada no réchaud. 

Bar do Luiz Fernandes:  antes de atacar os famosos bolinhos, vá direto aos acepipes (R$ 0,50 a R$ 6,00 a unidade) e se sirva. Tem orelha de porco, jiló, berinjela, queijos... Depois que você encher o pratinho, os atendentes arrumam os itens e os temperam com azeite para, segundos depois, levá-los à mesa

Elídio Bar: oferece o mais farto balcão da cidade (R$ 9,50, 100 gramas), fartamente copiado por aí. A tentadora bancada chega a reunir mais de cem itens nos fins de semana, como roll-mops, moela de frango, abobrinha marinada, salsichão de vitela, marisco, alcachofra, sardela... Depois de montar o prato, mande vir um chope (Brahma) e admire as nostálgicas fotos e camisas de futebol que dão vida às paredes. 

A Juriti: tem paredes cobertas por azulejos antigos e um balcão de aço inox e fórmica. Nas vitrines, descansam os tira-gostos frios pedidos por unidade ou porção, entre eles mariscos (R$ 30,00 a porção) e roll-mops (R$ 4,00 a unidade), sardinhas enroladas na cebola em conserva.

Bar do Juarez - Guloseimas
Balcão de acepipes do Bar do Juarez (Foto: Bar do Juarez)

A Lapinha: com jeitão de boteco de bairro, fica em uma antiga residência. Sob a escada, monta-se o balcão de acepipes (R$ 6,00, 100 gramas), que enfileira itens como jiló refogado, alheira e sardinha escabeche. A bebida oficial é o chope, mas as caipirinhas também têm boa saída.

Pompeia Bar: Dona Olga, a anfitriã. supervisiona a preparação das conservas (R$ 9,80,; 100 gramas). Os aparadores exibem linguicinha defumada com tiras de pimentão e uma gostosa berinjela frita coberta por vinagrete.

Tiro Liro: antes de começar a bebericar, dê um passeio pelos aparadores de petiscos (R$ 8,50, 100 gramas). Pesque a sardinha marinada, salgadinha, e o rosbife, preparado pelo barman Adermir Marinho.

Valadares: botequeiros com espírito de aventura gourmet vão à casa em busca de seus petiscos "exóticos" (e outros nem tanto). Há, por exemplo, morcilla e jiló ao vinagrete, todos dispostos em vitrines que se assemelham às de padarias. O quilo custa R$ 69,00.

Fonte: VEJA SÃO PAULO