Shows

'Baião de Todos' homenageia Luiz Gonzaga sob o comando de Ortinho

O cantor pernambucano se une a Arnaldo Antunes, Tulipa Ruiz, entre outros no Sesc Pompéia

Por: Pedro Ivo Dubra - Atualizado em

Baião de Todos - 2167
Arnaldo Antunes e Mariana Aydar: elenco variado (Foto: Silvana Garzaro)

Na abertura do Carnaval do Recife do ano passado, o cantor e compositor pernambucano Ortinho organizou um espetáculo em homenagem a Carlos Fernando, autor de frevos como ‘Banho de Cheiro’. O secretário de Cultura de Caruaru, sua cidade natal, gostou e pediu a ele que pensasse em algo com clima junino. Enquanto Ortinho assistia ao caprichado documentário ‘O Homem que Engarrafava Nuvens’, sobre a vida do letrista Humberto Teixeira (1915-1979), a ficha caiu. Era a hora de recordar Luiz Gonzaga (1912-1989), o grande parceiro de Teixeira, e o gênero buliçoso que ambos popularizaram. Nascia o projeto Baião de Todos, que estreia na Choperia do Sesc Pompeia antes de rumar para Caruaru.

À exceção do próprio Ortinho, do também caruaruense Junio Barreto e da paulistana Mariana Aydar, que cantava forró no começo da carreira, nenhum dos intérpretes escalados tem muita identificação com o universo dos triângulos, sanfonas e zabumbas. São eles: Elza Soares, Arnaldo Antunes, Jorge Mautner, Tulipa Ruiz e Marcelo Jeneci. “O baião é aberto, permite misturas e conversas”, diz Ortinho. Quase todo o repertório do show vem de Luiz Gonzaga — sucessos como ‘A Vida do Viajante’, ‘O Xote das Meninas’, ‘Capim Novo’ e, claro, ‘Baião’. Uma banda de oito músicos acompanha a cantoria.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO