Música

Back2Black cancela edição em São Paulo e anuncia ida a Londres

Festival dedicado à música negra da América Latina está marcado para os dias 29 e 30 de junho e 1º de julho na capital inglesa

Por: Catarina Cicarelli

Gilberto Gil
Organizador e atração: Gilberto Gil ajudou a viabilizar versão londrina do Back2Black (Foto: João Wainer)

Originado no Rio de Janeiro em 2009, o festival Back2Black teve em 2011 sua primeira versão em São Paulo, em um formato reduzido. Neste ano, nem isso. A edição paulistana foi cancelada. O evento agora vai para Londres, nos dias 29 e 30 de junho e 1º de julho.

+ Os shows que acontecem na cidade

+ Natura Nós muda de nome e foca programação em MPB

+ Calendário: os festivais que vão agitar 2012

Na capital londrina, os shows vão ocorrer em quatro palcos montados dentro do Old Billingstate, um casarão datado de 1850 que fica às margens do Rio Tâmisa. Por lá, passarão nomes como Criolo, Emicida, Marcelo D2, Mart’nália e Gilberto Gil, que também faz parte da organização. “Meu papel foi o de viabilizar o intercâmbio com as produtoras inglesas, mas também sugeri nomes para a programação como Filhos de Gandhi”, comenta Gil. O grupo baiano será responsável pela abertura do festival.

Além de Gil, também ajudaram a viabilizar a versão do evento em Londres a cenógrafa Bia Lessa, encarregada da direção artística, e o escritor angolado José Eduardp Agualusa, que fará a curadoria das palestras. “Cada palco terá um caráter que garante a diversidade do diálogo entre os diferente países”, diz Bia. Do lado de fora do prédio, haverá um espaço dedicado aos artistas novos. Outro palco será voltado aos músicos mais consagrados e o subsolo abrigará um palco mais urbano, com DJs e até reprodução de um baile funk, com participação de Cabelo, Sany Pitbull e o DJ Marlboro.

A edição do Rio, que ocorre desde o início na desativada Estação Leopoldina, está de pé e ocorrerá nos dias 24, 25 e 26 de agosto. A programação para o festival carioca ainda não foi divulgada, mas em anos anteriores já recebeu nomes como as cantoras americanas Macy Gray e Erykah Badu e os nacionais Carlinhos Brown, Jorge Ben Jor e Marisa Monte.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO