AVIAÇÃO

Avianca divulga alerta sobre suposta fuga de terrorista para o Brasil

Ex-prisioneiro sírio de Guantánamo foi acolhido no Uruguai como refugiado, mas está foragido há duas semanas

Por: Estadão Conteúdo - Atualizado em

jihad-avianca
Jihad Diyab foi prisioneiro de Guantánamo, prisão norte-americana sediada em Cuba (Foto: Reprodução)

A companhia aérea Avianca disparou boletim interno alertando para possível fuga de um terrorista sírio para o Brasil. Jihad Ahmad Diyab é um ex-presidiário de Guantánamo e foi acolhido no Uruguai como refugiado, mas está foragido há cerca de duas semanas.

+ Jovem desaparecido após abordagem da PM é encontrado

A Avianca confirmou para a Coluna do Estadão, do jornal O Estado de S. Paulo, a veracidade do comunicado, afirmando que se trata de um procedimento habitual e que está disponível para colaborar com as autoridades.

O boletim, enviado por meio da Secretaria de Segurança da Avianca, solicita que, caso seja detectada a presença do sírio em território brasileiro, a Polícia Federal seja imediatamente comunicada. O alerta foi transmitido com base em informações recebidas pela companhia pela divisão de antiterrorismo da PF.

+ Fique por dentro do que acontece na cidade

Jihad estaria usando um passaporte falso de origem marroquina, jordaniana ou síria. Sua identidade e passaporte originais, no entanto, são expedidos pelo Uruguai. Ele tem dificuldade de locomoção, usa muletas e não fala português.

Todas as companhias aéreas que operam no Brasil receberam a ordem de divulgar o comunicado para ajudar nas buscas pelo homem.

Fonte: VEJA SÃO PAULO