Mistérios da Cidade

Cidade registra maior índice de raios em uma década

Saiba como se proteger com nossas dicas de segurança

Por: Mauricio Xavier [com reportagem de Carolina Giovanelli e Mariana Barros] - Atualizado em

Raio
Raios atingem a cidade: incidência do fenômeno pode aumentar devido a mudanças climáticas (Foto: Joel Silva/Folhapress)

Na véspera de Natal, São Paulo registrou o terceiro maior índice de raios desta década (na foto, um captado no dia 20). Foram 1.300 em um intervalo de apenas seis horas. Segundo pesquisadores do Grupo de Eletricidade Atmosférica, ligado ao Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), não há explicação sobre a razão de tantas descargas elétricas serem disparadas em um período tão curto de tempo.

Embora não na mesma intensidade, a incidência do fenômeno pode crescer nos próximos anos por causa das mudanças climáticas. A grande densidade de habitantes aumenta a temperatura da metrópole, e a quantidade de raios sobe de acordo com o calor. Dependendo de onde a pessoa estiver, a probabilidade de ser atingida pode variar de 0,8 por milhão para 1 por 1.000.

DICAS DE SEGURANÇA

► Mantenha-se longe de carros, pois a lataria é chamariz de raios (o interior de veículos fechados, porém, é o melhor lugar para se abrigar contra eles, desde que não se encoste nos metais)  

► Celulares devem ser evitados, pois conduzem eletricidade  

► Não fique perto de árvores e cercas, condutoras de correntes

► Para-raios servem para proteger edificações, e não pessoas

Fonte: VEJA SÃO PAULO