Em julho

Aulas animadas para ir durante as férias

Nova safra de cursos tem meditação, circo, culinária, experimentos químicos e oficina de costura

Por: Maristela do Valle

Escola Viva - Crianças
Escola Viva: pinturas e gincanas (Foto: Divulgação)

O friozinho das férias de julho cai muito bem com tardes e mais tardes na frente da TV com o videogame ou uma pilha de DVDs, devidamente acompanhado por muito refrigerante e um balde-litro de pipoca, certo? Errado. A variedade de cursos disponíveis é tão grande que só fica em casa quem quer. Para a temporada, as opções vão de aulas de meditação a oficinas de tecnologia (veja os quadros ao longo da reportagem). Até opções gratuitas existem. Todas essas alternativas proporcionam ótimas oportunidades de aprender brincando e de fazer novos amigos.

+ Cursos de férias para adultos: pintura, cinema, vinhos, bartender

Com tamanha variedade, como escolher a oferta mais adequada? Claro, alguns aspectos óbvios precisam ser levados em conta para não desestruturar a rotina familiar, como custo, facilidade de acesso e horários. Depois, é preciso considerar o gosto pessoal do pequeno. “As atividades devem ser adequadas às preferências e às necessidades da criança, e não aos sonhos dos pais”, afirma a psicopedagoga Edimara de Lima, diretora-geral da Prima Escola Montessori, instituição na cidade especializada em educação infantil. Ela também dá alguns conselhos sobre o que é melhor para cada faixa etária. “Até os 8 ou 9 anos de idade, é recomendável às crianças aprender a ficar bem em ambientes novos, longe das pessoas com as quais têm vínculo afetivo. Já o pré-adolescente precisa fazer parte de um grupo, então uma coisa muito nova não é tão interessante.” Por isso, vale a pena, inclusive, que alguns amigos se juntem para fazer determinados cursos.

  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: as crianças “vivem” as histórias narradas pelos professores em um cenário com elementos circenses. Elas fingem, por exemplo, que as camas elásticas são rios e as cordas, cipós. Depois fazem desenhos e pinturas usando as histórias ouvidas como inspiração. Idade: de 4 a 6 anos e de 6 a 8 anos
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: será que a criançada consegue ficar sentada, quietinha e de olhos fechados por alguns minutos? Essa é a primeira parte da oficina, que tem o objetivo de fazer os pequenos perceber seu mundo interior. Depois dessa meditação dirigida, eles passeiam pelo pomar da propriedade e registram sua experiência em aquarelas. Idade: de 2 a 12 anos
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: a meninada que adora pintar o sete faz desenhos com giz pastel e pinturas com guache. O papel fica na posição vertical, em um ambiente sem interferência do meio externo, para que os artistas mirins liberem a criatividade. Idade: a partir de 3 anos.
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: o mundo do palhaço e do teatro é o tema de diversas dinâmicas de grupo, com uso de recursos audiovisuais. As crianças usam ferramentas específicas, aprendidas em aula, para fazer esquetes sobre o tema. Idade: de 8 a 12 anos
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: histórias, gincanas e brincadeiras são os “meios de transporte” para os alunos se movimentarem no quintal do ateliê da Escola Viva, pintando quadros, dançando, modelando em argila, formando uma banda de música, fazendo números de circo e criando roteiros para contos de fadas. Idade: de 3 a 7 anos
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: os pequenos músicos têm contato com violão, guitarra, baixo, violino, teclado e instrumentos de percussão. No início do curso, cada um escolhe um instrumento e, ao final, o grupo toca uma música. Idade: de 3 a 20 anos
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: a meninada fica sabendo de todos os macetes da costura e em cada uma das quatro aulas faz um item (bolsa, saia, almofada fashion e vestido). Os alunos aprendem também a manejar máquinas de costura. Idade: de 5 a 18 anos
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: a proposta do curso é resgatar as brincadeiras de rua do passado e ensinar as crianças a confeccionar os próprios instrumentos. Idade: de 7 a 14 anos (unidade AE Carvalho), de 7 a 15 anos (Vila Leopoldina), de 6 a 12 anos (Catumbi e Vila das Mercês).
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: a ideia é que todas as invenções boladas nesse curso funcionem, mesmo as que precisem de algumas adaptações. Cada um cria o próprio projeto e depois o constrói com ferramentas, máquinas e vários outros materiais. Idade: de 5 a 15 anos
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: quem gosta do mundo mágico do Harry Potter vai se esbaldar nessa academia, que homenageia o Ano Internacional da Química com atividades como a construção do castelo de um mago, a criação de dragões, a descoberta de truques de mágica e a imitação de animais com o próprio corpo, além de jogos nas quadras e brincadeiras na piscina. Idade: de 2 a 12 anos (mas as turmas são separadas por faixa etária).
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: a turma dança, faz exercícios físicos e ouve música em atividades criadas para desenvolver a coordenação motora. Idade: de 6 semanas a 13 anos (em turmas separadas por faixa etária).
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: as crianças aprendem como é formada uma cratera de vulcão fazendo uma experiência, simulam o que acontece dentro de uma lâmpada e ainda criam um modelo do sistema solar. Dessa maneira, os pequenos assimilam conceitos de biologia, astronomia e ciências naturais. Idade: de 4 a 10 anos
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: na segunda-feira, a criançada faz acrobacias e outras estripulias típicas do circo. A tarde de terça é dedicada aos esportes. Os ritmos musicais dominam a quarta. O brinquedo é o protagonista de quinta. Já na sexta, os super-heróis e as princesas invadem o ambiente. Assim será a semana temática dos day camps da My Gym Moema. O encerramento terá uma apresentação para os pais no sábado Idade: até 6 anos
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: nem parece que a criança está na escola, pois as atividades realizadas em julho são todas divertidas, incluindo carimbos de legumes, teatro com fantoches, festas, cirandas de roda, queimado, desfiles de moda e sessões pipoca. Idade: de 2 a 11 anos
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: teatro de fantoches, brincadeiras de rua, sessões de cinema, aulas de culinária com esculturas em frutas e oficinas de teatro acontecem durante as férias. De quebra, a criançada até pode fazer natação duas vezes por semana, pois a atividade está inclusa no preço. Idade: de 2 a 13 anos, com turmas separadas por faixa etária.
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: os pequenos cozinheiros fazem um lanche com muffin de queijo e legumes, pão de mel com gotas de chocolate e suco de frutas silvestres. Idade: de 5 a 10 anos
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: a criançada aprende a fazer trufas e brigadeiros na loja Bondinho, especialista em chocolates e artigos de confeitaria, e depois visita a fábrica de chocolate Harald, em Santana do Parnaíba. Ali, os pequenos tomam um lanche e observam como o chocolate é produzido em escala industrial. Idade: de 7 a 14 anos
    Saiba mais
  • Resenha por Maristela do Valle: Como é: os chefs mirins aprendem receitas de comidas que aparecem nos contos clássicos, como o mingau dos ursos de Cachinhos de Ouro, as guloseimas da casa de João e Maria e a torta de maçã de Branca de Neve. Idade: de 4 a 12 anos, em turmas separadas por faixa etária.
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO