Cinema

Auditório Ibirapuera exibe documentário sobre a usina Belo Monte

Filme independente será apresentado gratuitamente no domingo (17)

Por: Bruno Machado - Atualizado em

Belo Monte, Anúncio de uma Guerra
Cena do documentário "Belo Monte, Anúncio de uma Guerra": produção financiada por crowdfunding (Foto: Andre D'Elia)

Neste domingo (17), o Auditório Ibirapuera realiza a primeira sessão do documentário “Belo Monte, Anúncio de uma Guerra”, a partir das 19h. O filme aborda os conflitos relacionados à construção da Usina Hidrelétrica Belo Monte, em Altamira (PA), através dos olhos dos índios que vivem no local.

+ Os melhores filmes em cartaz; salas e horários

Filmado durante três expedições à região do rio Xingu, a fita mostra os bastidores da polêmica obra e tem mais de 100 horas de imagens e cerca de 90 entrevistados. Os conflitos são observados do ponto de vista dos povos indígenas, com depoimentos de lideranças como os caciques Raoni e Megaron, do procurador da República, Felício Pontes, e do presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Márcio Meira. Também foram ouvidos políticos locais a favor da construção da usina.

O grande diferencial do filme foi sua realização por crowdfunding – arrecadação de fundos e recursos coletivos normalmente realizada por meio de redes sociais e comunidades virtuais. Em um mês, o projeto do diretor André D’Elia contou com quase 3.500 apoiadores que contribuíram, ao todo, com R$ 140 mil, muito acima dos R$ 114 mil orçados inicialmente.

A entrada é franca, e os ingressos começam a ser distribuídos a partir desta quinta-feira (14) na bilheteria do Auditório Ibirapuera. A sessão é sujeita à lotação de 800 pessoas.

Fonte: VEJA SÃO PAULO