Revelação

Atriz Júlia Gomes se destaca em peça e novela

Aos 10 anos, a pequena rouba a cena no teatro como a filha da personagem de Gabriela Duarte

Por: Dirceu Alves Jr.

atriz Julia Gomes
A paulistana Júlia: entre a coxia, os sets e as aulas do 5º ano (Foto: Fernando Moraes)

A atriz paulistana Júlia Gomes trabalha feito gente grande, toca violão, violino e piano, mas ainda tem medo do escuro. Ao contrário da maioria das crianças, no entanto, ela não faz manha pela atenção da mãe, a promotora de eventos Christiani Gomes. Com a mesma desenvoltura que cativa os espectadores do espetáculo A Garota do Adeus, em cartaz no Teatro Renaissance, ela encontrou uma solução para as vezes em que não pega no sono. Júlia, de 10 anos, evoca as canções que aprende toda terça-feira nas aulas de catequese e reza em agradecimento por já ter encaminhado o sonho de ser artista. “Vou ficando mais calminha e durmo bem tranquila”, conta a menina, aluna do 5º ano do Colégio Santa Marcelina, em Perdizes, esboçando seriedade.

+ Veja os atores e atrizes que são a cara da cidade

+ Nevegue pela programação de peças infantis

+ Confira as melhores notas no blog Na Plateia

Depois de dois meses de ensaios, que lhe custaram até sete horas diárias e aulas de reforço no colégio, Júlia rouba a cena no papel da filha da personagem de Gabriela Duarte. No palco, não à toa, ela interpreta uma garota muito ajuizada, enquanto a mãe vive envolvida em trapalhadas sentimentais, e já surpreendeu com alguns improvisos. “Na estreia, a maçaneta da porta cenográfica emperrou, e a Júlia não conseguia abri-la”, lembra Gabriela. “Não perdeu a linha, como poderia acontecer com uma criança. Ela me chamou de ‘mãe’ e sugeriu que estava na hora de procurar um chaveiro. Fiquei encantada.”

Julia Gomes palco
Aplicada: atriz já participou de duas novelas da Globo e é sucesso na peça A Garota do Adeus, ao lado de Gabriela, em cartaz no Teatro Renaissance (Foto: João Caldas)

Ao receber o convite para a peça, Júlia vinha de dois trabalhos longe de São Paulo. Gravou três meses no Rio de Janeiro a novela "A Vida da Gente" e, em seguida, viajou para o interior de Minas Gerais, onde fez as cenas da infância da personagem Elisa de "Amor, Eterno Amor", trama da faixa das 6. “Teatro é mais fácil. Televisão leva muito tempo. Cada cena demora um montão e, às vezes, precisa ser feita de novo”, compara a menina, que estrelou a primeira campanha publicitária ainda bebê e, antes de completar 7 anos, ganhou um papel no musical "A Noviça Rebelde", dirigido por Charles Möeller e Claudio Botelho.

A popularidade e o retorno financeiro vieram em 2010, no reality show "Qual É o Seu Talento?", do SBT. Júlia soltou a voz em "I Will Always Love You", sucesso de Whitney Houston, em inglês, claro, e faturou 200.000 reais. “Foi direto para a poupança, como tudo o que ela ganha”, garante a mãe e empresária. “Encaro isso como um grande curso que prepara minha filha para uma carreira sólida.”

Com tanto trabalho, Júlia brinca em geral sozinha — em seu videogame ou computador, este monitorado pela mãe e pelos avós — ou então com a vizinha de porta. A popularidade na escola, porém, é alta. Vinte colegas foram assistir à peça e aprovaram o que viram.

Fonte: VEJA SÃO PAULO