Crianças

Atrações infantis que ficam abertas durante o Carnaval

Casa de Pedra, Cidade das Abelhas, Museu do Futebol, Zoológico, Planetário e muito mais

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

sereia
A sereia Mirella Ferraz: até terça (12) ela nada junto com os peixes no Aquário de São Paulo (Foto: Divulgação)

Se depois de costurar fantasias, desfilar em bloquinhos e curtir matinês seu filho já não aguenta mais confetes e serpentinas, aqui está a solução. Selecionamos atrações diversas que mantêm suas portas abertas durante o feriado de Carnaval.

+ Espetáculos infantis que fazem sessão extra no feriado

+ Atrações especiais para as crianças caírem na folia

+ Programação completa dos Sescs no Carnaval

Na lista abaixo tem passeio no zoológico, diversão no parquinho, volta de Maria-Fumaça, sessão no Planetário e muito mais.  Apenas fique atento para os horários especiais e aproveite:

  • Parques

    Aquário de São Paulo

    Rua Huet Bacelar, 407, Ipiranga

    Tel: (11) 2273 5500

    28 avaliações

    Após uma expansão realizada em abril de 2015, o parque tem como grande atração um casal de ursos polares, vindos da Rússia. Aurora e Peregrino vivem em um recinto climatizado de 1500 metros quadrados. Também são novidades bichos provenientes de regiões como Austrália, África e Indonésia. São cangurus, equidnas, vombates e leões-marinhos. Há ainda lêmures, que ganharam fama com o personagem Rei Julien do filme Madagascar (2005), e suricatos, similares a Timão, do desenho O Rei Leão (1994). Um casal de coalas deve chegar em breve.

    + Conheça as novidades do Aquário de São Paulo

    O ala antiga ainda atrai atenções. Um tanque gigante de 1 milhão de litros de água salgada abriga diversas espécies aquáticas. Para observá-las, adultos e crianças ficam em um espaço que lembra um navio naufragado. Os peixes são vistos através de placas acrílicas quando se olha para a frente ou para o alto.

    Por ali circulam oito tubarões-lixa e o tubarão-mangona Pancho, que tem 1,80 metro de comprimento e pesa 100 quilos. Em outro setor estão mamíferos aquáticos a exemplo de lontras e o peixe-boi Tapajós, ameaçado de extinção e vindo da Amazônia. Por ali, a sensação é de uma visita à Amazônia. O público conhece também reproduções de lugares como a Patagônia, no pinguinário, cheio de aves originárias da região do sul da Argentina. O lago dos jacarés faz uma referência ao Pantanal.

    Saiba mais
  • Parques

    Casa de Pedra

    Rua Venâncio Aires, 31, Perdizes

    Tel: (11) 3879 6800

    VejaSP
    Sem avaliação

    Brincar sozinho não tem graça na Casa de Pedra. A melhor forma de curtir o parque de escalada indoor é acompanhado, seja pelos pais ou pelos instrutores do local. O motivo? É necessário sempre que alguém segure a corda de segurança dos alpinistas. Os iniciantes podem começar se aventurando em duas paredes menores, com cerca de 2 metros cada uma. Elas podem ser desbravadas sem os equipamentos de apoio. Caso o participante se desequilibre e caia, colchões macios estão dispostos para amortecer o impacto. Para conseguir subir cada vez mais alto, além de usar a força nos braços e nas pernas, é preciso estar atento às marcações na parede. Elas indicam o caminho até o topo, distante 14 metros do chão, e são uma forma de medir seu progresso. Outra dica indispensável é usar roupas confortáveis e que deixem as crianças com os movimentos bem livres. Apesar de o local oferecer sapatilhas, a quantidade é limitada — o mais indicado é sair de casa de tênis. Quem tem medo de altura mas quer aprender outra prática esportiva pode testar seu equilíbrio no slackline, uma fita esticada sobre a qual o objetivo é (tentar) caminhar de uma extremidade a outra, sem cair.

    Saiba mais
  • Parques

    Cidade das Abelhas

    Rodovia Régis Bittencourt, s/n, Parque Industrial Ramos De Freitas

    Tel: (11) 4703 6460

    4 avaliações

    Em uma área cercada de mata nativa, as crianças descobrem como vivem as abelhas. Há uma colmeia gigante, um observatório e uma abelha com 18 metros de comprimento e 3 de altura, feita de fibra de vidro.

    Saiba mais
  • Parque de diversão para crianças até 1,25 metros. Todos os brinquedos são revestidos por materiais macios, garantindo a diversão e segurança dos pequenos. Temporário, o parquinho com mais de dez atrações fica até 31 de março na praça central do Shopping Center Norte. Os pais devem acompanhar os filhos, sendo obrigatório o uso de meias dentro do local. A entrada custa R$ 25,00 (meia hora). Adicional de R$ 12,50 a cada 15 minutos.
    Saiba mais
  • Sabia que o maior velociraptor já encontrado estava enterrado no Brasil? E que, na verdade, o Dilofossauro não cospia veneno, ao contrário do que aparece no filme Jurassic Park (1993)? Essas e outras curiosidades são contadas pelos monitores da exposição, que traz uma floresta repleta de dinossauros. O passeio começa com um filme em 5D não muito empolgante. Depois, o visitante é levado para acompanhar de perto o movimentos dos olhos, cauda e a respiração de nove espécies de animais pré-históricos. Vindos da Itália, os bichões impressionam principalmente as crianças mais crescidas. Prorrogada até 28/02/2013.
    Saiba mais
  • Parques

    Fazendinha Estação Natureza

    Avenida Washington Luís, 4221, Santo Amaro

    Tel: (11) 5034 2728

    2 avaliações

    O principal atrativo do espaço de 10 000 metros quadrados é sua localização: os bebês entram em contato com a vida rural sem deixar o ambiente urbano. Por lá, eles são convidados a dar milho às galinhas e capim às vacas, e também a acariciar ovelhas, cabras e patos. Os animais que chamam mais a atenção dos bebês são os menores, como porquinhos-da-índia e coelhos.

    Saiba mais
  • Parques

    Instituto Butantan

    Avenida Doutor Vital Brasil, 1500, Butantã

    Tel: (11) 3726 7222

    3 avaliações

    Abriga um complexo com três museus. No Biológico, há noventa animais, entre cobras, aranhas, sapos, lagartos e escorpiões. Através de microscópios instalados no Museu de Microbiologia, a garotada pode observar bactérias e fungos. Completam a excursão o serpentário — ao ar livre — e o Museu Histórico, que mostra a trajetória do centro de pesquisas fundado em 1901. Reserve no mínimo duas horas para conhecer tudo.

    Saiba mais
  • Movida a vapor, uma locomotiva original de 1922 percorre, todos os sábados e domingos, um percurso de três quilômetros que dura aproximadamente 25 minutos. A estação fica na Mooca, na mesma rua do Museu do Imigrante. Andando a 30 km/h, a maria-fumaça passa por uma vila ferroviária do século passado e também por antigos trens da SP Railway.
    Saiba mais
  • Museus

    Museu da Casa Brasileira

    Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2705, Jardim Paulistano

    Tel: (11) 3032 3727 ou (11) 3036 3913

    3 avaliações

    O museu é especializado em design e arquitetura. Fica em uma mansão da década de 40 e tem um jardim de mais de 6 000 metros quadrados. Do lado de dentro, expõe sua coleção permanente de exemplares do mobiliário dos séculos XVII ao XXI. Na agenda cultural, promove mostras temporárias, debates, palestras, cursos e oficinas ligados à área.

    Saiba mais
  • Museus

    Museu da Língua Portuguesa

    Praça Da Luz, s/n, Bom Retiro

    Tel: (11) 3322 0080

    7 avaliações

    O museu já realizou homenagens a escritores como Fernando Pessoa, Machado de Assis, Clarice Lispector e Cazuza. Nas montagens permanentes, o espaço se dedica à valorização da língua portuguesa, usando a tecnologia para apresentar os conteúdos. O Beco das Palavras, por exemplo, é uma mesa interativa usada para formar vocábulos e descobrir seus significados e origens. Já a Linha do Tempo mostra aos visitantes a história do idioma. Há ainda um telão de 106 metros com projeções simultâneas sobre o uso do português e totens com a influência de outras línguas como tema. Observar com atenção a estrutura do prédio onde o museu está instalado também faz parte do passeio. Na Estação da Luz, o edifício é um patrimônio histórico do Século XIX.

    Saiba mais
  • Museus

    Museu do Futebol

    Praça Charles Miller, s/n, Pacaembu

    Tel: (11) 3664 3848

    7 avaliações

    Impossível não se contagiar de cara com a atmosfera boleira deste museu cravado debaixo das arquibancadas do Estádio do Pacaembu. Todas as atrações são multimídia e interativas. Projetores exibem fotografias gigantes de ídolos como Pelé, Garrincha, Zico e Ronaldo. Numa sala, fotos antigas contextualizam os primórdios do esporte no Brasil. Há muito material em vídeo, mostrando dribles, gols e jogadas marcantes. Quem quiser se aventurar (sobretudo as crianças), pode brincar de cobrar um pênalti e medir a velocidade do chute numa atração ou jogar com uma bola virtual em outra. Duas experiências arrepiam os visitantes: imagens de torcedores incentivando aos berros seus times, projetadas em telões debaixo das arquibancadas, e o acesso para ver (e fotografar, é claro) o gramado verdinho do Pacaembu. Em outra sala, telas em alta definição apresentam a história das copas e a participação da Seleção em cada uma delas. Difícil é sair de lá sem querer gritar “Brasil, Brasil, Brasil”.

    Saiba mais
  • Classifcada pelo Ibama e pelo Centro de Fauna Silvestre da Secretaria Estadual do Meio Ambiente como um “zoológico”, a exposição deixa a criançada bem pertinho do universo de várias espécies por meio de atividades curiosas. Entre elas, assistir a uma corrida de baratas em um circuito de madeira com cinco raias e tampo de acrílico ou tocar em larvas de bichos-da-seda. Uma das estrelas da mostra é o besouro Titanus giganteus, considerado o maior do mundo (chega a medir 22 centímetros de comprimento). Mas o visitante também pode observar a rotina de insetos menorzinhos. As formigas, por exemplo, ficam em um formigueiro construído em cubos de vidro e ligado por mangueiras de borracha. Observação: atração por tempo indeterminado. Em dias de feriado, consulte previamente o museu: (11) 2613 9500.
    Saiba mais
  • Parques

    Planetário do Ibirapuera

    Avenida Pedro Álvares Cabral, Portão 10, Parque Ibirapuera

    Tel: (11) 5575 5206

    VejaSP
    3 avaliações

    Depois de mais de dois anos fechado para reforma, o Planetário do Ibirapuera volta a ser uma opção de lazer para os paulistanos. Inaugurado em 1957 e reaberto no fim de janeiro, o espaço sempre esteve no currículo de passeios das escolas. Mas vale a pena fazer a visita em família. Primeira dica: programe-se para ir durante este mês de fevereiro. É quando todas as quatro sessões diárias, de terça a domingo, são abertas ao público. A partir de março, o horário se restringirá aos fins de semana. Durante a exibição, todas as luzes se apagam, claro. Por isso, vale ficar de olho na nossa recomendação etária (a partir de 5 anos) e avisar as crianças antes do início que os próximos quarenta minutos serão no escuro. Mas não se preocupe: basta o novo projetor alemão Zeiss Starmaster começar o seu trabalho para que todos fiquem hipnotizados. Na sala de 550 metros quadrados em formato circular, os meninos e meninas deitados em poltronas similares às de cinema podem vislumbrar o céu do verão paulistano de uma forma bem diferente, sem poluição, luzes da cidade ou qualquer nebulosidade. Estrelas, planetas, meteoros e cometas aparecem como bonitos pontos iluminados em um cenário digno de filme. Uma aulinha explicativa acompanha cada trecho da apresentação e entretém inclusive os adultos. Um programa divertido, educativo, grátis e — sem trocadilhos — quatro-estrelas na cotação de VEJA SÃO PAULO. Recomendado a partir de 5 anos.

    Saiba mais
  • O grupo mostra o espetáculo AbraKdabra. Ao longo de duas horas, cinquenta artistas se revezam em números de acrobacia e equilíbrio — às vezes, nota-se uma certa falta de sincronia nos movimentos. Cabe ao ilusionista Richard Tihany liderar o momento que agrada a todas as faixas etárias. Ele faz com que um helicóptero apareça no palco. Até 14/04/2013.
    Saiba mais
  • Parques de diversão

    Wet’n Wild

    Rodovia Dos Bandeirantes, Km 72, Fazenda Tamburi

    Tel: (11) 4496 8000

    7 avaliações

    Localizado a 60 quilômetros da capital, tem 7 milhões de litros de água e 25 atrações. O Vortex, inaugurado no dia 19 de outubro de 2014, fica a 24 metros do chão, o equivalente a um prédio de seis andares. Durante a queda de 12 metros, a boia que comporta até seis pes­soas por vez pode atingir a velocidade de 70 quilômetros por hora. No meio do to­bogã, um funil gigante, com 18 metros de diâmetro, aumenta a adrenalina. Outra atração é o Kamikaze, com dois tobogãs de 18 metros. No R4lly, a criançada pode encarar, com a cabeça para a frente e a barriga para baixo, os 100 metros de extensão do escorregador que imita um espaço de corrida. São quatro "pistas" e a velocidade da descida chega a 60 quilômetros por hora. Os menorzinhos vão gostar do Lazy River. Ali, eles flutuam por uma suave correnteza numa espécie de rio de 320 metros de extensão.

    Saiba mais
  • Parques

    Zoológico de São Paulo

    Avenida Miguel Estéfano, 4241, Saúde

    Tel: (11) 5073 0811

    5 avaliações

    O Zoológico de São Paulo é um passeio para toda a família. Entre elefantes, leões, tucanos e cobras, reúne aproximadamente 3 200 animais espalhados em 824 529 metros quadrados de Mata Atlântica. Em maio, nasceu mais um filhote de girafa no parque, uma fêmea batizada de Ágatha. Uma dica: ela só sai do recinto coberto quando o tempo está mais quente.

    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO