Manifestação

Ato do Movimento Passe Livre teve seis detidos nesta sexta (23)

Lançamento de bombas e depredação de agências bancárias marcaram o protesto

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

O ato promovido pelo Movimento Passe Livre (MPL) contra o aumento da tarifa dos transportes teve confusão e feridos nesta sexta (23). Com início no Teatro Municipal, a manifestação que durou cerca de quatro horas passou pelo Teatro Municipal, Largo São Francisco, Câmara Municipal até chegar à Avenida São João, onde o lançamento de uma bomba caseira desencadeou confusão. A Polícia revidou e houve feridos.

+ Leia as últimas notícias

Seis pessoas foram detidas e encaminhadas para o 2º DP. Um repórter do jornal Estado de S. Paulo foi atingido por uma bala de borracha na barriga e um policial recebeu uma pedrada que danificou seu capacete.

Houve ainda queima de uma catraca trazida ao meio da rua e de uma bandeira do Brasil. Três agências bancárias acabaram depredadas. 

A Polícia Militar calculou participação de 1 200 pessoas, enquanto o MPL contabilizou 15 000 manifestantes. Cerca de 1 100 PMs integraram o evento.

Está programado para a próxima terça (27) um novo protesto, desta vez no Largo da Batata, a partir das 17h.

Fonte: VEJA SÃO PAULO