cidades

Ativistas resgatam chinchilas que seriam usados para criação de casacos

Grupo invadiu criadouro em Itapecerica da Serra para libertar os animais

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Libertacao-das-chinchilas
Ativistas da Frente de Libertação Animal, que anunciaram ter resgatado chinchilas de criadouro (Foto: Reprodução/Facebook)

Ativistas do grupo Frente de Libertação Animal invadiram no último domingo (19) um criadouro em Itapecerica da Serra, na Grande São Paulo, e resgataram cerca de 100 chinchilas. A pele dos bichos, segundo a organização que luta pelos direitos dos animais, seria usada para a produção de casacos.

+ Lojas de Corinthians e Palmeiras produzem faixas contra a violência

Na página do Facebook, o grupo afirmou que a maioria dos chinchilas estava sofrendo por causa do calor e estavam machucados em função de uma argola pesada presa ao pescoço.

+ Evaristo Costa está fora da cobertura do segundo turno das eleições

Após receber informações sobre maus-tratos, a entidade se mobilizou para a ação. No Facebook, eles registraram o seguinte post: "Fomos averiguar com nossos olhos e, chegando lá, decidimos que só sairíamos após a libertação dos chinchilas". Segundo o grupo, o local "parecia um inferno". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

De acordo com os integrantes, os animais receberam os cuidados nescessários e passam bem. Além de invadir o local, frases contra a exploração dos animais foram pichadas no muro do estabelecimento.

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO