Consumo

Ateliê aluga máscaras por até 2 000 reais

Estabelecimento em Pinheiros reúne mais de 1 000 modelos

Por: Jussara Soares

Lojas curiosas
Ariane Nascimento, do Ateliê de Máscaras, em Pinheiros: itens vendidos até 2000 reais (Foto: Lucas Lima)

Há trinta anos, Regina Nascimento empreendeu uma viagem a Veneza, na Itália, um dos destinos mais românticos do mundo. A cidade dos canais e das gôndolas fez nascer na empresária uma paixão pelas máscaras — outra marca registrada do local. Alguns modelos vieram na mala, mas ela resolveu se dedicar à própria produção. “Frequentei cursos e me aprofundei na técnica”, conta. Começou a trabalhar em casa na década de 80, distribuindo seus artigos às lojas. Até que, em 1995, abriu um ponto no bairro de Santana. O comércio passou por Moema e funciona desde 2011 em Pinheiros.

As paredes do Ateliê de Máscaras, como o estabelecimento foi batizado, são forradas por modelos diversos (há cerca de 1 000 peças diferentes no lugar). Elas são alugadas a preços que variam de 40 a 2 000 reais para bailes e casamentos. Muitas produtoras de teatro e de televisão também recorrem ao local em busca dos produtos. “O objeto mais caro é feito com pedras Swarovski”, explica Ariane Nascimento, que é filha de Regina e a ajuda a tocar o negócio.

Serviço

Rua Oscar Freire, 2214, Pinheiros, ☎ 2959 8666. www.ateliedemascaras.com.br

Fonte: VEJA SÃO PAULO