Noite

Astronete deve reabrir na segunda quinzena de novembro

Casa noturna no Baixo Augusta foi fechada em março por irregularidades no alvará

Por: Catarina Cicarelli - Atualizado em

Astronete
Astronete: de volta ao Baixo Augusta em novembro (Foto: Bia Parreiras)

Fechado em março pela Suprefeitura da Sé, o Astronete promete reabrir a casa que ocupa desde 2007 na Rua Matias Aires já na segunda quinzena de novembro. O clube já vinha dando pistas pelo Facebook e pelo Twitter sobre a volta, o que alvoroçou muitos dos antigos frequentadores. “Recebo toneladas de e-mails todos os dias com perguntas sobre a volta da casa”, diz Cláudio Medusa, dono do estabelecimento.

À época do fechamento, a subprefeitura afirmou que a casa noturna não possuía alvará de funcionamento e que havia registros de reclamação de uma vizinha em razão do som. Medusa argumenta que a falta de alvará ocorreu por uma complicação no imóvel, que tinha irregularidades na planta e no IPTU que não foram repassadas aos responsáveis pelo Astronete: “Foi uma briga jurídica imensa, uma pilha gigante de papelada”.

+ Astronete em sede temporária

+ Que fim levaram cinco estabelecimentos badalados na cidade

+ São Paulo fica com menos um reduto de rock

Em relação às reclamações da tal vizinha, o proprietário do local garante que não foi multado pelo Programa de Silêncio Urbano (Psiu). “Não recebemos nenhuma multa do Psiu. Nós fazemos tudo o que podemos para evitar maiores ruídos, não só por causa da lei, mas por uma questão de política da boa vizinhança”, afirma.

Com a causa praticamente ganha e pronto para reabrir, Medusa garante que a casa vai continuar sendo o “velho Astronete de sempre”. Sem nenhuma mudança na estrutura, ele promete voltar com projetos que fizeram fama por lá, como as festas Shakesville e Discotexxx. Só a programação de quinta-feira será alterada. “Estamos atrás de um projeto novo para atualizar um pouco o cardápio da casa.”

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO