Polícia

Assassino do cartunista Glauco é preso em Goiânia

Em liberdade desde 2013, Carlos Eduardo Sundfeld Nunes é suspeito de ter participado da morte de mais uma pessoa

Por: VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

Assassino confesso do cartunista Glauco Vilas Boas e do filho dele, Raoni Vilas Boas, em 2010, em Osasco, Carlos Eduardo Sundfeld Nunes, o “Cadu”, de 29 anos, foi preso nesta segunda-feira (1), em Goiânia.

Segundo a Polícia Civil, Nunes e um outro homem estavam em um Honda Civic roubado. Eles são suspeitos de terem matado o proprietário do veículo.

Os dois também são apontados como autores de uma tentativa de homicídio durante um assalto. A vítima segue internada em estado grave, segundo a Polícia Civil de Goiânia.

+ Corregedorias investigam briga entre policiais militares e escrivão

Nunes estava em liberdade desde agosto de 2013, quando foi diagnosticado como doente mental e liberado pela Justiça de Goiás.

Cartunista

Em 2010, Nunes invadiu a igreja Céu de Maria, fundada por Glauco, e matou o cartunista e o filho dele. Após fugir, ele foi detido na Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu, quando tentava chegar no Paraguai.

+ Confira as últimas notícias da cidade

Laudo divulgado na época constatava que Cadu sofria de esquizofrenia paranoide, impossibilitando ele de perceber a gravidade de seus atos. Ele ficou internado em uma clínica psiquiátrica em Goiânia, onde recebeu alta médica em 2013.

Fonte: VEJA SÃO PAULO