Meio Ambiente

Árvores do Minhocão ganham rostos com projeções de vídeo

“Expressões” das árvores variaram de acordo com a qualidade do ar na região do Elevado Presidente Costa e Silva

Por: Luan Flavio Freires - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Os desavisados que passaram por perto do Elevado Presidente Costa e Silva entre a noite da última quarta (19) e a madrugada desta quinta podem ter levado um baita susto. Quem circulou por ali a pé ou de bicicleta deu de cara com árvores que ganharam rostos e até mudavam de expressão.

Saiba como evitar as doenças causadas pelo tempo seco

Mas as plantas de São Paulo não resolveram, de uma hora para outra, se revelar como parentes distantes e adormecidos dos Ents, as árvores falantes criadas pelo escritor inglês J. R. R. Tolkien para O Senhor dos Anéis. O inusitado aconteceu por uma iniciativa que quer chamar a atenção para a Semana Nacional de Conscientização Sobre Mudanças Climáticas, iniciada no último domingo (16).

+ Delegado apreende bicicleta de quem não anda com nota fiscal

Ao longo de toda a extensão do Minhocão e nas espécies com as copas mais vistosas, foram realizadas projeções que indicavam a qualidade do ar em cada local. Se ela fosse boa, as árvores sorriam. Caso fosse inadequada, ruim ou péssima, a expressão delas não era das mais felizes.

Para tanto, foi preciso usar um caminhão equipado com um aparelho que recebia dados em tempo real da Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) e os retransmitia para o projetor.

A ação foi realizada pelo Instituto de Pesquisas Ecológicas (IPÊ) e pela agência Young and Rubicam.

Fonte: VEJA SÃO PAULO