Memória

Dupla de arquitetos criou a identidade visual do Zoo e do Metrô

Fundado em 1964, escritório Cauduro Martino foi ainda o responsável por uniformizar a sinalização da Avenida Paulista, nos anos 70

Por: Mauricio Xavier

Avenida Paulista 1974
Avenida Paulista, em 1974: instalação dos totens verticais (Foto: Acervo Cauduro Martino)

Os totens verticais com o nome das ruas transversais à Avenida Paulista e o símbolo do metrô — duas setas apontando para lados opostos — são alguns dos ícones urbanos da capital. Ambos nasceram nas pranchetas do Cauduro Martino, escritório de arquitetura aberto em 1964 que se notabilizou por criar a comunicação visual de muitos espaços públicos e empresas de São Paulo.

Avenida Paulista anos 70
Avenida Paulista, nos anos 70: antes da reforma do escritório Cauduro Martino (Foto: Acervo Cauduro Martino)

O recém-lançado livro Design Total (Cosac Naify, 224 páginas, 89,90 reais), do também arquiteto Celso Longo, conta um pouco dessa trajetória ao analisar cinco projetos desenvolvidos pela empresa entre os anos 60 e 70 — além dos já citados metrô (1967) e Avenida Paulista (1973), inclui o zoológico (a partir de 1972), o Sistema Municipal de Transportes (1974) e o Banespa (1975).

Placa Zoológico
Placa do Zoológico de São Paulo, nos anos 2000: primeiro projeto desenvolvido pelo escritório para o local foi em 1972 (Foto: Acervo Cauduro Martino)

A obra traz 152 ilustrações e fotografias de Cristiano Mascaro e German Lorca. Formados na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP) em 1960 e 1962, respectivamente, os sócios João Carlos Cauduro e Ludovico Martino trabalharam juntos por quase cinquenta anos. Em 2011, Martino morreu, deixando o colega sozinho no comando.

Símbolo antigo do Metrô
Símbolo antigo do Metrô: concepção do Cauduro Martino (Foto: Acervo Cauduro Martino)

Fonte: VEJA SÃO PAULO