Memória

Arquiteto do Vale do Anhangabaú morre em São Paulo

Jorge Wilheim foi secretário de planejamento da cidade e estava internado desde dezembro por conta de um acidente de carro

Por: Redação VEJA SÃO PAULO - Atualizado em

Jorge Wilheim - Fundação Nemirovsky - 2217
Jorge Wilheim: arquiteto responsável por projetos de reurbanização de cartões postais da cidade (Foto: Denise Andrade/AE)

Morreu na madrugada desta sexta (14), aos 85 anos, o arquiteto e urbanista Jorge Wilheim, responsável por grandes projetos da cidade, como as reurbanizações do Vale do Anhangabaú e do Pátio do Colégio, e o desenvolvimento do Parque do Anhembi.

Ele estava internado no Hospital Albert Einstein desde dezembro de 2013 após sofrer um acidente de carro. O velório ocorre no próprio hospital, no Morumbi, até às 14h, e o enterro está marcado para às 14h30 no Cemitério Israelita, no Butantã.

Wilheim foi secretário de Economia e Planejamento do Estado de São Paulo em 1970 e duas vezes Secretário de Planejamento, nas gestões de Mário Covas e Marta Suplicy.

Além de elaborar os projetos de revitalização dos cartões-postais da cidade, também esteve envolvido nos projetos do Clube Hebraica, do prédio do Jockey Clube de São Paulo, da Galeria Ouro Fino e do Shopping Center 3. Como secretário estadual, foi responsável pela criação do Procon, da EMTU e do Vale Transporte.

O arquiteto e urbanista nasceu em 1928 em Triste, na Itália, e aos 12 anos mudou-se com a família para o Brasil. Formou-se em arquitetura na década de 50 pela Universidade Mackenzie. Wilheim era casado, deixa dois filhos e netos. Um de seus útlimos trabalhos foi o de consultoria ao Ministério do Esporte para o projeto urbanístico das Olimpíadas de 2016.

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO