Itaquerão

Gols e problemas marcam a festa na Arena Corinthians

Evento com a participação da torcida contou com ídolos e muita festa; Itaquerão ainda não está pronto

Por: Silas Colombo

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Com clima de festa e muitas homenagens, a Arena Corinthians abriu suas portas para a torcida na manhã deste sábado (10). A partida que marcou a abertura do estádio estava marcada para as 10 horas, mas só teve início às 10h50, diante de um público de 20 000 torcedores. O Corpo de Bombeiros limitou a presença da torcida neste fim de semana. O local que receberá seis jogos da Copa do Mundo terá capacidade para 68 000 pessoas.

O jogo foi uma típica "pelada" com a participação de 110 jogadores, ex-atletas e treinadores que marcaram o nome na história do Corinthians. Ao todo, 150 pessoas foram homenageadas. O primeiro gol foi marcado pelo craque Rivelino, de pênalti. Marcelinho também deixou o seu de falta.

+ Corrigimos o álbum da Copa para você

Apesar da inauguração, o Itaquerão ainda não está pronto. Acabamentos estão por fazer e a torcida disputou espaço com muita sujeira e poeira. Há setores sem piso, lanchonetes ainda não estão funcionando 100% e não há conexão de internet móvel. Em alguns pontos, sequer sinal de celular.

+ Cidade recebe boas exposições sobre futebol

Hoje foram liberadas apenas as arquibancadas fixas. As temporárias, montadas para a Copa do Mundo, ainda não estão totalmente preparadas. Ao todo, apenas três setores receberam público, com ingressos variando de 50 a 150 reais.

+ Clubes paulistas não têm jogador na Copa

A chegada dos torcedores ao Itaquerão foi tranquila e sem tumultos. Boa parte da torcida utilizou transporte público, principalmente o metrô. A estação Itaquera fica a cerca de 700 metros do estádio.

Principal acesso, a Radial Leste enfrentou lentidão desde a Vila Matilde horas antes do jogo.

Fonte: VEJA SÃO PAULO