POLÍTICA

Após confirmação de prévias, Matarazzo deixa o PSDB

Vereador havia pedido adiamento de escolha do candidato do partido para concorrer à prefeitura. João Doria Jr será postulante único

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

Andrea Matarazzo, vereador eleito pelo PSDB
Andrea Matarazzo: vereador deixou o PSDB (Foto: Cida Souza)

Após a Executiva Estadual dos PSDB ter confirmado a realização das prévias para escolha do candidato à prefeitura de São Paulo, o vereador Andrea Matarazzo, um dos postulantes ao lado de João Doria Jr., anunciou sua desfiliação do partido. A votação acontecerá neste domingo (20) e terá apenas Doria como candidato.

A desfiliação de Matarazzo ocorreu por meio de uma carta protocolada no partido e endereçada ao presidente do Diretório Municipal, vereador Mario Covas Neto. E em um texto de três páginas, ele afirma que o processo de prévias foi "completamente contaminado pelo arranjo do pré-candidato João Doria".

+ Andrea Matarazzo cogita abandonar prévias do PSDB

Em sua página no Facebook, Matarazzo deixou mensagem aos seus seguidores afirmando estar triste por deixar a agremiação, mas, "diante dos acontecimentos nas prévias", não resta alternativa senão desfiliar-se após 25 anos no partido. Na quinta, em entrevista a VEJA SÃO PAULO, o vereador afirmou que cogitava abandonar a disputa caso as prévias não fossem adiadas. 

Matarazzo acusa o concorrente, João Doria, que é apoiado pelo governador Geraldo Alckmin, de compra de votos, transporte ilegal de eleitores, distribuição de comida no primeiro turno das prévias e propaganda ilegal. Doria nega as acusações. 

O vereador afirmou em sua mensagem que "refletiu muito" antes de decidir pela desfiliação. "Não quero causar constrangimentos e desgastes a vocês que me ajudaram e ajudam tanto. O comportamento de parte do partido nestas prévias que é uma réplica do que o PT está fazendo e o PSDB condena."

O ex-tucano disse ainda que entrou na prévia para ser prefeito de São Paulo, e não para se tornar cabo eleitoral para 2018. "Minha batalha pela nossa cidade continuará e nós continuaremos juntos na boa política", escreveu. 

Nas últimas eleições municipais, Matarazzo recebeu 137 mil votos e foi o vereador mais votado do PSDB em todo o país.

Prévias

Na noite de quinta, a Executiva Estadual do PSDB reverteu decisão tomada nessa quarta (16) pelo diretório municipal da sigla e revogou a decisão do adiamento das prévias do partido para a escolha do candidato que concorrerá à prefeitura. 

"O adiamento só complicaria. Vamos pra frente. É preciso respeitar o voto da militância", disse Pedro Tobias, presidente estadual do PSDB.

Na noite da última quarta-feira, um pedido do vereador e pré-candidato Andrea Matarazzo solicitando o adiamento do pleito foi acatado pelo PSDB municipal em votação apertada. Foram seis votos a favor da proposta e cinco contrários. Na ocasião, decidiu-se que as eleições do segundo turno seriam transferidas deste domingo, 20 de março, para 30 de abril.

Fonte: VEJA SÃO PAULO