EXPOSIÇÕES

Homenagem a Angeli no Itaú Cultural vai até 6 de maio

A exposição gratuita, que faz parte da série “Ocupação”, ganhou mais uma semana em cartaz

Por: Taís Hirata - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Conhecido por suas charges ácidas, Angeli é tema de exposição no Itaú Cultural. Estão expostos mais de 800 trabalhos do artista, além de fotos de sua infância e adolescência. A mostra faz parte do projeto “Ocupação”, que já homenageou personalidades como Nelson Leiner, Paulo Leminski, Chico Science e Haroldo de Campos (parte do material de exposições passadas está disponível no hotsite do “Ocupação”.

+ "Convite à Viagem": caldeirão de talentos no Itaú Cultural

+ Confira as melhores mostras em cartaz

A curadoria fica por conta de Carolina Guaycuru, mulher do cartunista, que trabalha com ele há mais de 15 anos. “A frase que eu mais ouvi ao longo desses anos é: ‘Preciso trabalhar, preciso produzir’. Essa quantidade gigantesca de obras é resultado disso, são 24 horas de prancheta por dia”, afirma Carolina.

Desde que começou a desenhar, aos 14 anos, Angeli criou diversos personagens que mexeram com tabus dos anos 80. Entre os personagens encontrados na exposição estão a alcoólatra e ninfomaníaca Rê Bordosa, Luke e Tantra, duas adolescentes fora dos padrões de beleza lidando com sua sexualidade, e Meia Oito e seu parceiro homossexual Nanico, entre muitos outros. “Mas a ideia é também sair do óbvio e trazer trabalhos menos conhecidos”, explica Carolina.

+ Confira charges e ilustrações de Angeli em nossa galeria

As charges de Angeli já passaram por diversos jornais e revistas como “Versus”, “O Pasquim”, “Chiclete com Banana” e “A Folha de S.Paulo”, jornal para o qual o cartunista ainda colabora com suas charges políticas. Também se destacam livros como “FHC: Biografia Não-Autorizada” e “Wood&Stock”, entre outros.

A mostra, prorrogada, vai até o dia 06 de maio. A entrada é gratuita.

Fonte: VEJA SÃO PAULO