Passeios

Onde andar de bicicleta em São Paulo

Roteiros com lugares para curtir e explorar a cidade pedalando

Por: Fernanda Bonadia - Atualizado em

Bicicletas Passeios Pedalar Ciclovias Ciclofaixas
Primeiras pedaladas: São Paulo tem mais 187 quilômetros de vias para usar a bike (Foto: Stockphoto)

Nada melhor do que fazer um passeio de bicicleta para acabar com o stress do dia a dia. Por isso, muitos paulistanos têm trocado o acelerador pelas pedaladas, adotando a bicicleta como meio de transporte.

Você não precisa fazer uma mudança tão radical logo de cara. Suas primeiras pedaladas por São Paulo podem ser nos parques municipais, que oferecem 19 quilômetros de ciclovias. E se o cansaço bater, é possível voltar de metrô ou trem, pois o acesso de bicicleta é liberado – aos sábados, depois das 14h, domingos e feriados, o dia todo, e nos dias da semana a partir das 20h30.

Confira abaixo um roteiro sobre duas rodas:

Centro velho de São Paulo

Que tal acordar cedo no domingo e convidar toda a família para pedalar pelas ruas do centro velho de São Paulo? A dica é de Paulo de Tarso Martins, presidente e um dos fundadores do Sampa Bikers, grupo de ciclistas criado em 1993. Para ele, o lado mais bacana desse passeio é o pequeno fluxo de veículos. Já os pontos negativos são a sujeira e o abandono.

Parque do Ibirapuera

O parque oferece 5,5 quilômetros de chão destinados a quem anda de bicicleta. Quem não tem uma pode alugar. Há várias opções: bicicletas para crianças e adultos, além de triciclos para quem tem dificuldade em pedalar. O serviço é oferecido no Portão 4, por 5 reais a hora, de segunda a domingo, inclusive feriados, das 7h às 20h.

Parque das Bicicletas
Parque das Bicicletas: visitante pode andar pelos caminhos arborizados com palmeiras, ipês e pitangueiras (Foto: Arquivo SEME/Secretaria Municipal de Esportes)

Parque das Bicicletas

Furou o pneu? Não tem problema. Ao longo dos 1.600 metros de ciclovia, o visitante tem à disposição bombas de ar. Pedalou muito e está suado? Há umidificadores para se refrescar. Na portaria principal, bikes podem ser alugadas em finais de semana e feriados por 6 reais a hora.

Parque Villa-Lobos

Localizado no Alto dos Pinheiros, na Zona Oeste, este parque conta com uma área verde de 732 mil metros quadrados. Para os ciclistas, há 3,5 quilômetros de caminhos para curtir no comando do guidão. Em todos os dias da semana, inclusive feriados, a empresa Green Bike disponibiliza unidades sem marcha para alugar por 6 reais a hora, e com marcha, por 10 reais a hora. A "bicicleta família", por sua vez, que serve para duas pessoas e uma criança de até cinco anos, custa 25 reais a hora.

Parque Villa Lobos - bicicletas
Parque Villa Lobos: aluguel de bicicletas varia entre 6 e 25 reais (Foto: Secretaria Estadual do Meio Ambiente)

Ciclofaixas de lazer

Úteis tanto para ciclistas de fim de semana quanto os experts no guidão, elas são abertas sempre aos domingos e feriados nacionais, das 7h até às 16h. Veja os pontos da cidade onde elas estão:

■ Zona Sul e Oeste

Seus 45 quilômetros de extensão vão do Parque das Bicicletas até a Avenida Jornalista Roberto Marinho, passando pelos parques do Ibirapuera, do Povo e Villa-Lobos, além das avenidas Chedid Jafet e Berrini.

■ Zona Norte

Os ciclistas encontram cerca de 8 quilômetros para pedalar entre a Praça Heróis da F.E.B. até a Estação Parada Inglesa do Metrô.

■ Zona Leste

Implantada na Avenida Governador Carvalho Pinto, esta ciclofaixa possui 14 quilômetros que passam pelo Parque Linear Tiquatira.

■ Paulista

A caçula das vias de lazer faz a ligação da Rua da Consolação até a Praça Osvaldo Cruz, sempre passando pela faixa junto ao canteiro do meio deste cartão postal da cidade.

Ciclofaixa - bicicletas
Ciclofaixa: percurso liga os parques do Povo, Ibirapuera e das Bicicletas (Foto: Arquivo SEME/Secretaria Municipal de Esportes)

Ciclovia Rio Pinheiros

Aqui é preciso ficar atento às capivaras que habitam as margens poluídas do Rio Pinheiros. “Cuidado com os animais na pista”, lê-se numa placa amarela com um desenho de um desses roedores. O aviso pode ser visto ao longo dos 21 quilômetros da faixa laranja paralela ao trecho das estações de trem que vão da Vila Olímpia até o Parque Villa-Lobos e a Estação Jaguaré da CPTM. Ela funciona das 6h às 18h15. A média em dias úteis é de 300 pessoas pedalando pela ciclovia. Já no domingo, esse número salta para 2.500.

Confira outras ciclovias instaladas na cidade:

Afrânio Peixoto / Butantã

A ciclovia liga a estação do metrô Butantã ao portão principal da Cidade Universitária, totalizando 280 metros.

Adutora Rio Claro

Construída pela Sabesp, ela possui 7 quilômetros de extensão.

Caminho Verde

Ao lado da Radial Leste, seus 12 quilômetros vão da estação do metrô Tatuapé até a Itaquera.

Parque Linear do Alto Tietê

Mantidas pelo Governo do Estado, nestas vias as bicicletas andam por um total de 14 quilômetros.

Parque do Carmo

Enquanto a ciclovia do Rio Pinheiros tem 14 quilômetros, o Parque do Carmo tem sozinho 8.200 metros de extensão! Localizado em Itaquera, a área tem tudo para que o ciclista passe o dia todo por lá: churrasqueiras, campos de futebol, lagos, quiosques, playground e o Museu do Meio Ambiente.

Fonte: VEJA SÃO PAULO